segunda-feira, 6 de junho de 2016

ego

Tenho estado sozinho com os meus pensamentos, perdido dentro da minha própria cabeça...tempo demais, demasiado tempo.

Há coisas que tenho de vontade de dizer, coisas que tinha/tenho vontade de fazer mas algumas não posso, outras não devo, outras que não é justo para quem seria visado/a. 

Há conversas, palavras, gestos que as pessoas não imaginam o impacto que têm em mim. Posso ser egoísta e um bocado egocêntrico mas o 'curioso' é que dou por mim com outras pessoas no pensamento quase todo o tempo em que estou acordado, tirando o tempo em que estou com fome e mesmo aí...

Há coisas presas no coração e que a cabeça não quer deixar sair. Se este egoísmo afasta as pessoas se calhar é porque será melhor assim, apesar de não ser algo premeditado ou friamente calculado. Provavelmente poupo tempo e trabalho, e eu detesto incomodar ou estar a mais na vida das pessoas.

Gosto de pensar, se calhar mal, que a minha vontade, as minhas opiniões, os meus desejos contam para alguma coisa...se calhar penso demasiado nisso.

8 comentários:

  1. Não vale a pena pensar muito... os tecos começam a entrar em curto circuito.
    beijossss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há botão de desligar mas realmente isto ainda sobreaquece e vai tudo cos porcos...

      Beijos

      Eliminar
  2. PM, identifico-me tanto com o que aqui dizes. Já tinha lido ontem, mas fiquei a pensar.

    Só estamos a mais na vida das pessoas que não nos merecem.
    Quem se interessa por nós, está para tudo, quer no bem como no mal por que estejamos a passar.
    Mas cada vez estou mais segura do seguinte: as hipóteses de, desinteressadamente, termos pessoas são cada vez mais escassas. E quando as pessoas dão sinais de se quererem afastar, é deixá-las ir.

    Os novos tempos são largamente marcados pela solidão. Lamento dizê-lo, mas não vale a pena dourar a pílula.

    O que dizes sobre as pessoas se afastarem por causa das 'coisas presas no coração...', sei que funciona assim porque muitos não aceitam que não se conte tudo, mas não faço esforço para mudar.
    Os verdadeiros amigos respeitam o espaço e o tempo que sentimos precisar, mesmo que não coincidam com as coordenadas deles.

    Nós somos as pessoas mais importantes para nós. E isto não tem nada de egoísmo. Se não estivermos bem para nós, ou o melhor que conseguimos de acordo com as circunstâncias, não o estaremos para ninguém.

    E precisamos de pensar, sim, para nos arrumarmos por dentro. Os patetas alegres é que não precisam de fazer esse exercício.

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por vezes as pessoas mantêm outras por perto porque lhes é cómodo e porque lhes dá jeito, ora se eu só sirvo para umas coisas e para outras não eu rapidamente me ponho de parte. Ou 'sirvo' para tudo ou então não vale a pena. Não sei se alguém me merece ou não mas gosto de me sentir desejado, que querem e ficam satisfeitos pela minha presença.
      Eu sempre disse que não obrigo ninguém a dar-se comigo, se se querem afastar é só dizer que eu não chateio ninguém. Simples.

      Eu tenho pessoas em Portugal que para mim são mais importantes que eu, se eles não estiverem bem eu não estou bem. Quando tenho, ou sou levado a pensar em mim, o egoísmo vem ao de cima. Vivo aqui sozinho e acho que o instinto de auto-preservação, também, me leva a ser assim.


      Beijos

      Eliminar
  3. Oh pah, não penses tanto :))
    Estou a brincar ... mas sempre ouvi dizer que os melhores momentos da vida, são aqueles em que nos atiramos de cabeça,
    mas é o que dizem !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só se for a dormir é que não pense e mesmo assim nos últimos dias tive uns sonhos estranhíssimos...

      Atirar de cabeça, para onde?!

      Eliminar
  4. EU TAMBÉM PENSO EM TI! *__*


    (Tenho tanto sono. =__=)

    ResponderEliminar