segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Que raio de mania...

Estes dias fui ao centro da cidade e por lá encontrei a minha colega de casa. Já tínhamos falado se possivelmente nos encontrarmos no centro porque havia cinema ao ar livre e o filme era porreiro, um filme de culto, uma comédia. 

Vínhamos embora para casa e a conversa (era mais monólogo porque eu não me apetecia falar e tenho dias em não sei porquê não me apetece falar) foi parar a relações, paixão e cenas afins. Eu já tive longas conversas com ela sobre isto e se alguém acha que eu sou teimoso e casmurro é porque não conhecem esta peça que de quando em vez faz sobressair a sua veia de sabe tudo e adivinha. 

Das coisas que me irritam nas mulheres (há algumas é verdade mas eu continuo a adorar mulheres...tem dias que é complicado perceber porquê mas enfim...) é aquela onda de que sabem tudo, já descobriram tudo na vida, já têm a experiência toda e dão uma de paternalistas para cima de mim. É isso e subestimarem-me. ADORO!!! Gosto tanto como pontapés nos tomates.

Voltando à conversa.

Diz ela: "Ah, tu dizes isso agora mas quando te apaixonares a sério, eu já te disse, daqui a tempos apaixonaste a sério aqui por uma mulher e aí vais fazer tudo por ela!"

Eu: "Fodasse...mas que mania a tua pah! Mas tu é que decides se as paixões que tive foram a sério? Já me apaixonei de verdade, sim. Mais do que uma vez e nunca resultou. Nunca fui correspondido. Não me quiseram. fui rejeitado. Mas queres que eu faça o quê? Já me andas a aborrecer a sério..."

Ela: "Bahhhh isso dizes tu. Não acredito, tens a mania. Sabes, é uma escolha que se faz. Gostar a sério de alguém, apaixonares-te por essa pessoa, é uma escolha. Aí vais ver que vai resultar!!!"

Neste ponto eu não sabia se havia de rir ou chorar...

Eu:"O quê?! Ai é uma escolha? Quer dizer, eu agora decido que gosto de determinada pessoa e ela só por causa disso vai-se apaixonar por mim também?"

Ela:"Pois...não é bem assim..."

Eu: "Não, não é. Isso não se escolhe. Tu não escolhes apaixonares-te por uma determinada pessoa e isso não vai fazer que ela se apaixone por ti. As coisas não funcionam assim. Nem toda a gente encontrará alguém, nem toda a gente será alguma vez correspondida na vida. Há pessoas que vivem sozinhas. Encontrar um parceiro/a não é uma verdade absoluta, não acontece a todos!"

Ela:"Bahhh, não, há sempre alguém..."

Aqui eu bufei para o lado e acelerei de maneira a que ela se calou com algum medo.

Isto era uma alegria se fosse tudo como ela diz. Já agora, eu escolhia apaixonar-me por uma gostosona do ginásio que tem um corpo bem tornado, uma carinha de mazona mas que tem um sorriso adorável que me faz derreter e babar um bocadinho e ela por seu turno ia desenvolver uma paixão assolapada pela minha barba de 3/4 dias, a minha calvície latente e perímetro abdominal de fazer inveja a qualquer michelin...Mas como é que eu não pensei nisso antes?!

Olha que merda, andei sempre a fazer tudo errado e era tão simples: é só escolher! 

21 comentários:

  1. Se é só escolher tu pergunta aí à tua colega onde está o catálogo porque para estes lados a coisa também anda má.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei se isto funciona por catálogo. Tu é que tens de pensar num alvo e pumba, tiro e queda, só escolher :P

      Eliminar
    2. Tipo fazer explodir alguém apenas pensando na pessoa? Foi o exemplo que me lembrei quando li a tua resposta lol
      Se fosse dessa forma era algo tão banal (se bem que algumas pessoas têm sempre alguém, não sabem o que é estar sozinhas) mas ficava bem mais fácil. Se bem que continuo a preferir o catálogo :D

      Eliminar
    3. Explodir não, mas olha que se for para dar a alguma gente um valente desarranjo intestinal...ai isso já pensei lol

      Eliminar
  2. Pois, pois... é só escolher!
    Enfim! Às vezes parece que as pessoas não ouvem as barbaridades que dizem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então pois, só abrir o cardápio e pronto.

      Eliminar
    2. Quem dera... evitava tantas mas tantas chatices!
      Ah! Quero este...

      Eliminar
  3. Ao ler o que escreveste fizeste-me sorrir ... mas voltando ao comentário, concordo que não é mesmo fácil encontrar compatibilidade com alguém, mas também já cheguei à conclusão que não vale a pena pensar muito nisso é viver um dia de cada vez , ir fazendo coisas que dê algum prazer fazer, o resto vem por acréscimo :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, vamos fazendo (ou tentando) o que nos dá prazer e o que vem a mais é bónus :D

      Eliminar
  4. Ah bom... isso agora escolhe-se... bom saber... lolll

    ResponderEliminar
  5. ele há quem escolha sim. olha os ciganos por exemplo, os pais escolhem, os moços casam e depois vivem felizes pra sempre.
    isso do apaixonado so dah problemas, não te metas nisso rapaz.
    AdN

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nesse caso é bem verdade mas o viverem felizes...lá calha em algum caso feliz.

      Eu não me meto nisso, pelo menos voluntariamente. No meu caso dá sempre problema.

      Eliminar
  6. Não escolhemos por quem nos apaixonamos, acontece e pronto, há até quem lute contra isso com todas as suas forças para depois perder a guerra, e também não conseguimos por muito que queiramos que alguém se apaixone por nós... é triste mas é verdade. Talvez por isso encontrar o amor seja tão difícil.

    Mas nada de desistir de o encontrar...:)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está, não se escolhe, acontece mesmo uma pessoa não querendo...é a vida.

      Encontrar o amor é coisa que eu equiparo ao euromilhoes e eu já me deixei de jogos.

      Eliminar
    2. PM, quem muito escolhe pouco acerta
      ainda ficas p tio :-))
      AdN

      Eliminar
    3. Conheço muito bem essa expressão e uso-a muitas vezes. Eu não escolho porque não tenho por onde escolher.

      Não tenho medo de uma coisa que já sou, fossem esses todos os meus problemas ;)

      Eliminar
  7. Tu já viste alguém sem problemas ?
    E depois queremos sempre o que os outros têm, isto é uma chatice ...
    O bom mesmo bom é ... olha já me esqueci ! LOL ;)

    Miau

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qual o mal de querer o mesmo que os outros têm? Não quer dizer que seja automaticamente invejoso.

      Bom mesmo é o gelado que enfardei ontem à noite, maravilha!

      Eliminar
  8. Mas ela nao deixa de ter razão é uma escolha da outra pessoa, corresponder-te ou não LOOOL xD
    Mas olha há gajas e gajas, ok... Eu sou uma gaja, muito mais simples e com muito mais pé da terra. As vezes até demais, que não me permito voar. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está, eu até posso escolher a um dos anjos da Victorias Secret mas se ela não me escolher lá se vai a teoria.

      Temos de ter cuidado com altos voos, tenho um bocado de medo de aterragens forçadas...

      Eliminar