sexta-feira, 29 de maio de 2015

Blush baby blush...

Só porque tive um dia de merda e sou um gajo que cora facilmente, tomaaaaaaaaaaaaaaaaaa...


E uma música para criar ambiente...


quarta-feira, 27 de maio de 2015

Eu sei lá...

Estive uns quantos minutos a olhar para a "folha" branca do blogger a pensar no que escrever. Há coisas que quero dizer mas que não devo nem posso porque certas coisas só estão seguras dentro da nossa cabeça.

Toda a gente tem segredos que deve manter na sua cabeça e só confiar a si mesmo. Eu tenho demasiadas ocasiões em que devia estar calado e não estive, que devia calar e escutar e não calei, e outras tantas situações em que devia ter tido tomates para dizer o que devia ou que pura e simplesmente não sabia o que dizer. 

Sou um acto falhado em muita coisa na vida e o medo de falhar de novo por vezes limita-me nalgumas escolhas ou decisões. Se calhar foi esse medo que me trouxe para onde estou hoje mas isso fica no campo dos se's. 

Não sou crente na mudança das pessoas, daquilo que são na sua essência mas...há sempre um mas não é, há pessoas especiais que nos fazem pensar e perceber que se calhar é possível limar alguns aspectos, fazer por mudar algumas coisas, procurar a mudança. Tem dias que o tough love é preciso e tem outros dias em que uma pessoa se sente uma merda...

Há dias coisos, não me ocorre palavra melhor, pronto.

Música subordinada ao tema, música de gente que eu aprecio.




segunda-feira, 18 de maio de 2015

E se começássemos pela cama?!

Os dias passam, as semanas passam e é mais do mesmo. As coisas vão-me aborrecendo mas também estou algo acomodado...Por vezes surge uma ou outra conversa virtual com velhos conhecidos e amigos para ir dando as novidades que não tenho. 

Algumas vezes lá vem a pergunta sacramental "Então e gajas, caralho?!". Sim, sendo um gajo da zona norte e com amigos de lá a palavra 'caralho' é muito versátil e usada em múltiplos contextos. Por vezes a pergunta também é feita de outra forma mais suave "Então e babes?!"

A minha resposta é sempre a mesma e eu já não sei se me perguntam isto por circunstância, se é por caridade para eu pensar "eh lá...ele/a pensa que eu tenho algum sex appeal e que as mulheres me curtem" ou se realmente têm uma fé inabalável nas minhas capacidades de sedução para engatar uma miúda. Eu admiro-lhes o optimismo, a sério. 

Há dias houve de novo essa conversa e lá veio de novo a conversa da minha atitude e bla bla bla pardais ao ninho...Eu agradeço a tentativa de tough love e de me de certo modo ajudar especialmente vindo de quem vem, a miúda é lindíssima, ela sabe que eu a acho uma gata gostosíssima de cabelo preto com franja, e um amor de pessoa mas as coisas não vão lá assim. Tenha eu a atitude que tiver isto não me parece que vá lá, e eu expliquei isso. Ela lá me lembrou de um caso que lhe tinha confidenciado e que até tinha corrido muito bem...
Ela sabe que o caso não dá para servir de exemplo porque não dá, porque as mulheres não querem diga-se de passagem, para conhecer as pessoas começando pela cama porque se desse...era tudo tão mais interessante!



sexta-feira, 1 de maio de 2015