sábado, 20 de dezembro de 2014

Época de festas e preocupação

Daqui a dias vou para casa, a casa onde cresci e estão quase todos os meus. Quero que os dias passem mas estou com uma estranha sensação de não querer ir e isto faz-me sentir mal. A matriarca da família está no hospital, a minha segunda mãe, uma das pessoas que me criou e o mais provável é que lá passe o Natal. Já passei por isto antes e é uma merda, não há outra palavra, é uma merda...

Quero que o dia venha rápido, que o avião voe rápido, quero lá saber de prendas, não comprei nada ainda e nem quero saber se alguém tem qualquer intenção de me dar algo, é a última coisa que me passa pela cabeça.

A velhice pode ser penosa, infelizmente...

19 comentários:

  1. A velhice é o que todos temos certo (para quem chegar lá) e muito poucos conseguem te-la com qualidade.
    Realmente a saúde e o bem estar são dos bens mais essenciais e preciosos para que nos sintamos bem e felizes e proporcionar também bem estar para quem nos rodeia...

    Desejo-te boa viagem ... vens ver o sol :) ... as melhoras da tua avó e que tudo corra pelo melhor.

    Beijo PM


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ter uma vida com qualidade e saudável numa idade avançada é quase um luxo a meu ver mas as doenças não escolhem idades tal como outros eventos que só contribuem para o piorar da situação.

      Obrigado, vamos a ver se vejo sol e se anima um bocado.

      Beijos

      Eliminar
  2. A velhice é sempre penosa...
    Boa viagem para Portugal*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acho que tenha de ser mas infelizmente é muitas vezes assim.

      Obrigado ;)

      Eliminar
    2. Há coisas que não depende de nós,ó moço:(

      Eliminar
  3. É natural o que sentes. A fragilidade humana e nesse caso a "decadência" dos nossos assusta-nos. Mas, feliz de quem chega a idoso!
    No Natal esses casos ganham toda uma outra intensidade, porque queremos os nossos perto, rir, falar e com a idade aprendemos que nunca sabemos qual será a última vez... E queremos agarrar esses momentos, usufruí-los ao máximo! Porque o tempo não volta atrás.
    Aproveita o escasso tempo que tens para recarregares baterias e voltares para aí com o coração cheio. E tenta mostrar a essa pessoa que está num estado débil a sua importância para ti, mima-a, porque não só fará bem a ela como a ti.
    O Natal é isto. Muito mais que presentes materiais, estados de alma que nos arrancam sorrisos, nos fazem felizes e nos deixam saudades.

    Filipa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Natal acentua as coisas pela natureza da época e por esta este tipo de vida de emigrante que está fora o ano todo e só nas festas vai ter com a família. A impotência que se sente à distância, o não poder fazer nada para melhorar a situação ou aliviar um bocado as dores é frustrante e triste.

      É complicado para quem lá está mas também é para quem está longe...

      Eliminar
  4. Que o tempo passe rápido para poderes estar junto de quem queres :)
    Um beijo e um abraço apertados.
    Um feliz Natal PM :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, esperemos que sim!

      Beijos e Feliz Natal Imprópria :D

      Eliminar
  5. Sei de cor cada palavra aqui escrita. Já passei por isso e pior, perdi a minha em escassas horas, sem tempo para sequer chegar a tempo de me despedir. Talvez seja essa a maior mágoa que guardo dentro do meu coração há sensivelmente 14 anos. Não houve um último abraço, um último beijo, um último agradecimento por TANTO o que fez por mim.
    Os anos passaram e com eles aprendi a aceitar a sua perda. Não foi fácil, nada mesmo.
    Aprendi a viver lentamente com a ausência do seu corpo, o mesmo que todas as noites me aconchegava os lençóis antes de dormir... Hoje é o meu anjo da guarda, a luz da minha esperança... é na sua memória que deposito todas as minhas crenças e confissões.

    Fizeste-me chorar, talvez de alegria, por ter neste preciso momento a mente repleta de tantas e boas recordações...

    Boa viagem e esperança (sempre)...

    Beijinhos para ti e acima de tudo para ela.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Inês...eu até fico de coração apertado a ler o que escreveste. Eu também não me consegui despedir do meu avô, marido desta minha avó, e por parvoíce/preguiça minha, morreu de forma inesperada mas mesmo assim é uma mágoa que levo para a cova comigo. Todos os dias me lembro dele, todos mesmo.

      Não chores porque eu, como gajo que sou, fico aflito e não sei lidar com uma mulher a chorar ;)

      Obrigado pelas tuas palavras.

      Beijo grande!

      Eliminar
  6. A velhice faz parte do percurso, o que não faz parte são as condições em que muitos têm que a viver e, o que é mais doloroso, quantas vezes por culpa daqueles que têm OBRIGAÇÃO de lhes dar, se mais não puderem, carinho e amor.
    Esta quadra não ajuda nada, muito antes pelo contrário: aumenta dores, solidões, abandonos, carências.

    Um Natal o melhor possível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos na familia sempre fizemos o que pudemos para ajudar e proporcionar o conforto possível para que as maleitas nao sejam muito penosas, infelizmente nem sempre o que fazemos é suficiente ou depende só de nós.

      Espero por dias melhores.

      Bom Natal!

      Eliminar
    2. Que virão, de certeza.
      As melhoras daquela que tanto ama.
      Natal apaziguado.

      Eliminar
  7. Olá senhor competente a dar beijos e abraços:)

    ResponderEliminar
  8. É Natal

    É Natal e por esse Mundo,
    Quantos Corações sem Esperança
    Quantas Lágrimas Rolando
    Num Rostinho de Criança

    Quanta Criança Descalça,
    Rotinha, Magra, Faminta,
    Apelando para o Mundo
    Na Rua Estende a Mãozita...

    Ah se eu fosse Poderosa
    Bem Mais do que um Simples Ser,
    Não Haveria no Mundo
    Uma Criança a Sofrer

    Por isso meu Bom Jesus
    Quando o Sino Badalar
    Vou fazer uma Oração
    Tua Imagem Adorar

    Pedirei Paz para o Mundo
    Muito Amor para os Pequeninos
    Alegria para os que Choram
    E Pão para os Pobrezinhos

    E Ajudando os que Sofrem
    A Cada um Dando a Mão
    Passaremos um Natal
    Com mais Paz no Coração.
    (Maria da Luz Pedrosa)
    FELIZ NATAL,senhor perverso*

    ResponderEliminar