quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Ai as vontades!

Esta semana tem sido fodida para ser sincero. Já me apeteceu despedir-me, arrumar as tralhas e bazar para Portugal. Já me apeteceu mandar toda a gente no escritório para o real caralho. Já me apeteceu dizer que "hoje até estão fofinhos" enquanto lhes dava com um pau nas costas. Já estive quase a explodir e insultar um dos chefes mesmo não tendo ele culpa das merdas daquele dia. A vontade teve de ir passando à custa de café e cigarros.

Vontades passam e outras não me deixam. Daquelas que se pudesse todos os dias eram satisfeitas. Fica a música que dá uma ideia. Ai não fosse o caralho da distância...


segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Respirar um bocadinho

Foi uma viagem relâmpago a casa, menos de 48 horas para chegar a casa, ver pais, dizer olá a uma mão cheia de pessoas, ver o mar e testemunhar o principal motivo da viagem. 

Os casamentos, a cerimónia e as cenas que aquilo envolve, por norma aborrecem-me um bocado. Tendo sido criado na religião católica e sabendo bem todos os rituais e passos envolvidos aquilo nunca deixou de me enfadar um bocado. Ao longo da minha vida dei por mim sempre a pensar "Bora lááááááá pessoal, toca a despachar!" e quando não pensava nisto era porque havia algo de diferente que me fazia recordar aquele evento como mais do que apenas outro casamento. Para quem se casa é um momento único mas para alguns convidados é só protocolo.

Foi um momento muito bonito. Uma cerimónia bonita, simples, rápida e com um fantástico cenário que só os amantes da água do mar que entra por terra adentro sabem como nos faz sentir. Pouca gente, só quem era essencial estar, sem convidados à palete só porque sim. Grupo pequeno e bastante animado. Uma banda com bom gosto e vocalista bonita e com uma bela voz.  
Fiquei genuinamente feliz por ter podido fazer parte de um dos dias mais felizes da vida daqueles dois. Amiga do coração e que trago no coração de há longos anos, estava realmente feliz ao lado de alguém que a faz realmente feliz e por quem também sinto grande amizade. Gosto muito dos dois e a espaços senti-me mal e algo culpado por os invejar, por querer ter um bocadinho daquilo que eles têm. A vida é mesmo assim, uns têm e outros não. 


Finda a festa foi ir a casa tomar banho, dormir um par de horas, acordar mal disposto, fazer uma viagem mal disposto e com mau humor. Ir embora deixa-me assim.

Esta música é para eles, não sei se a conhecem mas a mim diz-me muito.


Vontades

Ai o rabo, o belo do cu de uma mulher. Isto é motivo para reflectir um bocado, por palavras e imagens. Por palavras agora não me apetece mas por imagens a reflexão fica a seguinte:

beatnikdaddio:

"dat ass" sayeth the lord.

(daqui)

segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Sofrer à distância

A distância, mais uma vez a puta da distância... Estando longe não podemos valer àqueles de quem gostamos quando eles passam por momentos menos bons, um telefonema ou uma mensagem não é a mesma coisa. Não é mesmo.

Sempre, desde miúdo, gostei de "ver com os olhos". Gosto de tocar nas coisas e principalmente nas pessoas. Gosto do tacto e preciso de tocar em quem gosto. Acho que é importante, é uma necessidade para mim. Um telefonema ou uma videoconferência não substituem o toque. 

Há um sentimento de impotência que me invade porque não me posso tele-transportar para junto de quem eu gosto e que atravessa um momento menos bom, felizmente há saúde que é um bem de valor incalculável. 

O corpo está aqui mas o coração e cabeça nem por isso. 

O sofrimento não tem de ser necessariamente por motivos menos bons, o estar ausente leva a que perca os momentos bons também. 

Uma amiga casou e eu não pude estar presente num dos dias mais importantes da vida dela. Conhece-mo-nos desde os 6 anos e é das mulheres mais bonitas, por dentro e por fora, que eu conheço. Ela sabe que tenho pena de não ter estado presente, espero sinceramente que me perdoe e que não fique zangada comigo.

Outra amiga emigrou. Tenho muitas saudades dela, dos nossos cafés e cigarros, das conversas e de eu lhe dizer que ela é gira que dói. É verdade, o raio da moça é linda pah :P Sei que ela está feliz, está numa cidade fantástica e tenho a certeza que vai ser uma experiência extraordinária. Vamos a ver se a consigo visitar.

Há datas importantes a serem comemoradas na família e eu aqui sozinho. Sozinho em casa e no resto. Enfim, mais do mesmo...acho que vou enfardar Nutella a ver se me alegro.

nutella animated GIF


chocolate animated GIF

sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Isto resume tão bem o "Gosto de ti como amigo"

Encontrei este gif estes dias e identifiquei-me de imediato. Acho que exprime exemplarmente o que um gajo sente quando estamos apaixonados por alguém e ouvimos a dilacerante frase "Eu gosto de ti...mas como amigo."

Um homem sente-se absolutamente destroçado digam o que disserem.

Guys in the Friendzone be like