sábado, 16 de agosto de 2014

Compatibilidades

A compatibilidade entre duas pessoas é algo muito complicado de se encontrar, há quem passe uma vida inteira sem nunca encontrar alguém com quem sinta esse 'encaixe' e há outras que têm a sorte de encontrar esse encaixe algumas vezes. Algumas devem ser arraçadas de carregador universal ou coisa que os valha, encaixam em todo o lado...ou então fingem bem 'pra xuxu'. 

Há diferentes formas e níveis de compatibilidade entre as pessoas. Pode ser só uma amizade, um partilhar do mesmo tipo de humor, amores correspondidos, corpos que encaixam na perfeição, libidos que se igualam, fantasias comuns, desejos, fetiches, etc.  

A compatibilidade com alguém é algo que nos satisfaz, a mim satisfaz. É por isso que há pessoas que considero verdadeiros amigos e com quem posso contar, riem das mesmas coisas que eu, aturam-me e eu a eles, pessoas que mesmo longe têm carinho por nós e nós por eles, e depois há os outros que são conhecidos.

Não sei se a compatibilidade a 100% existe mas acho que é possível chegar lá perto. Se não for em todos os domínios, pelo menos em alguns. 

A certa altura da minha vida conheci alguém com quem me identifiquei bastante. Personalidade forte. Surpreendente. Inteligente, muito inteligente. Mulher de desejos fortes, fantasias e fetiches semelhantes. Se calhar eram as borboletas e as hormonas a bombardear o cérebro com mensagens de que "ali" estava a compatibilidade que buscava. Tão alta foi a subida como a queda. Não deu. A distância e outras cenas da vida, não sei bem quais e prefiro não saber sinceramente, 'mataram' a cena. Adiante, a vida continua.

Noutra altura encontrei por artes do acaso e do destino outra mulher interessantíssima e com quem eu achei que encaixava muito bem. De facto encaixamos bem. Sentimos grande empatia um pelo outro, gostamos de conversar quando temos oportunidade e o sexo...o sexo é absolutamente incrível! Os nossos corpos encaixam, literalmente, muitíssimo bem um no outro e tudo acontece naturalmente. A química (eu que não posso com esta expressão estou a usá-la) existe, acho eu...pelo menos da minha parte eu sinto. Mais uma vez a distância e demais circunstância da vida nos levam a afastar.

A compatibilidade existe. Eu já tive um gostinho dela mas o raio da distância torna tudo incompatível....foda-se... 

E agora uma batida sexy com uma letra a condizer. 
  

7 comentários:

  1. Adorei a do carregador universal :)

    Também já tive um gostinho da compatibilidade a nível amoroso, para mim era compatibilidade para ele deve ter sido apenas uma brincadeira mas pronto foi da maneira que uma pessoa aprende que quando a esmola é muita o pobre desconfia e bem que devia ter desconfiado com tanta compatibilidade. Mas já me estou a desviar do assunto...
    Não sou de é encontrar essa compatibilidade facilmente (não sou um carregador universal está visto :) ) e isso também se deve ao facto de me achar complicada demais para que alguém me consiga compreender minimamente. Não faz muito sentido pois não? Tenho alguns amigos, os tais verdadeiros, que penso que somos compatíveis, uns mais do que outros, uns numa parte outros noutras partes da vida...encontrar alguém (amigo, namorado, etc) que seja compatível a 100% é complicado.
    E quando temos o tal gosto da compatibilidade, mesmo que mínimo, queremos muito voltar a ter.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu nunca encontrei verdadeiramente a compatibilidade a nível amoroso, parece mas não foi bem o caso. Foi mais noutros domínios, o que também é deveras interessante :P

      Concordo contigo eu também sou um pouco assim, é complicado encontrar pessoas com quem me sinta compatível, com quem me sinta à vontade para estabelecer uma ligação, uma relação de que natureza seja. Eu percebo quando dizes que achas complicada, não é assim tão estranho porque também me sinto assim a maior parte do tempo.
      Acho que é quase impossível encontrar alguém com quem sejamos compatíveis a 100% e acho que é nessas 'falhas' que por vezes está a graça, que há espaço para discussão e descoberta de novas coisas, em que as pessoas nos podem ensinar algo.

      Eliminar
    2. Concordo contigo, precisamos das falhas para animar a coisa! E ainda bem, mas tem que existir algum nível de compatibilidade para que mesmo com essas falhas a relação funcione. Pelo menos eu penso assim...faz-me confusão como é que pessoas completamente diferentes, que não têm nada a ver uma com a outra, consigam manter uma relação.

      Eu percebi a tua compatibilidade :P

      Eliminar
  2. Concordo que a compatibilidade existe mas... cá está o mas... felizmente ou não, o ser humano é extremamente instável.
    Por isso acho que a compatibilidade é apenas uma face...
    Depois... é um anular de liberdades :)))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, há sempre um mas em quase tudo na vida e as pessoas vão mudando de ideias, umas mais do que outras. Muitas mudam de ideias por insegurança e nem sabem porque o fazem, têm medo de ficar "agarradas" a alguma coisa.

      A compatibilidade é uma parte da equação, as pessoas fazem o resto porque as coisas não caem do céu aos trambolhões.

      Anular de liberdades nunca, fogo, para isso fico como estou: sozinho!

      Eliminar
  3. Não acredito na compatibilidade a 100%. Encontrei a que me satisfaz há quase 20 anos. Amo mais coisas do que detesto mas o equilíbrio é essencial e a comunicação é essencial. Sei que não há receitas milagres mas enquanto for possível vivemos um dia de cada vez para ver o que amanhã nos trará. Quanto às liberdades, quando se juntam duas pessoas, é impossível não haver concessões, mas isso sou eu:)
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem tu nem eu, acho muita fruta se é que me entendes e fico desconfiado.

      Tu és uma sortuda a meu ver, encontraste alguém com quem encaixas e já lá vão duas décadas, uma vida :D Votos para que continue com felicidade.

      Eu já referi, que dessas diferenças entre as pessoas é que por vezes surgem assuntos em que é possível aprender com o outro, ter outra perspectiva e se calhar descobrir novos interesses e gostos. Claro que quando se juntam duas pessoas é certo e sabido que em algum momento haverá confusão, são pessoas, têm falhas, é normal. Quem nunca tem uma divergência de opinião e é tudo um mar de rosas...eu duvido um bocado.

      Beijos

      Eliminar