segunda-feira, 23 de junho de 2014

As minhas pancadas por vezes têm razão de ser

Californication é sem sombra de dúvida uma das minhas séries preferidas. Acho que todos os homens que seguem a série já sonharam ou sonham ter a vida do Hank Moody que se resume a sexo, drogas e rock&roll. Se calhar não com tanta droga mas que o gajo leva uma vida do caraças isso leva.

Sigo a série desde o início e, apesar de algumas séries terem sido fraquinhas e repetitivas, esta nova série está bem porreira e com situações do arco da velha que um gajo só pensa "Só podia ser na América e em Hollywood...". A banda sonora de toda a série é muito boa também.

Sempre achei piada aquele universo todo da vida do Hank e aos amigos dele. Por algum motivo a personagem da mulher do agente dele, a Marcy Runkle. Até a ver na série eu sinceramente não conhecia a mulher de lado nenhum, nunca a tinha visto noutra série ou filme, mas achei logo piada ao estilo despachado, respondona e voz algo rouca. Tem a sua graça. Mais piada achei quando vi que a mulher até consegue ser bastante sensual na série. Opinião discutível para alguns mas eu gosto, ponto. Quanto mais ia vendo da série mais achava piada à mulher. A mulher desperta-me interesses pah...

Por vezes eu sou um bocado lento a perceber as coisas e a ligar as coisas e só aqui há uns tempos me caiu a ficha. Eu já me cruzei com uma Marcy! As semelhanças físicas e psicológicas são muitas e não deixam enganar. Mas eu gostei mais da que tive pela frente, e não só :P

Um furacão, um doce, uma bomba sexual, uma caixinha de surpresas que não deixa ninguém indiferente. Esta Marcy mexeu comigo de uma forma incrível, é impossível esquecer aqueles momentos incríveis.


Eis o tributo à Marcy da série: 


quarta-feira, 18 de junho de 2014

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Anda por aí muita gente com falta de alguma coisa

É um facto que existe muita gente por aí muito mal fodida. Andam mesmo, ou porque não sabem foder ou porque não têm quem as/os foda como deve de ser. O "deve de ser" quer dizer que não saboreiam a coisa e/ou não atingem o dito cujo orgasmo, a petit mort!

Ou então são mesmo umas/uns cabras/cabrões amargas/os que chuparam um limão a certa altura da vida e nunca mais perderam aquele piquinho a azedo.  

Hoje deu-me para isto depois de ler alguns comentários no Facebook a propósito de um post com alguma piada sobre orgasmos e a incapacidade dos homens perceberem se a mulher lá chegou ou nem por isso.

Já uma série de vezes me indignei com o insulto gratuito e o "bora-malhar-nos-gajos-gratuitamente-só-porque-sim-só-porque-é-da-praxe" ou lá porque o Vitó ou Tomané todo bonzão ou com grande carro com quem andam basicamente os querem despejar nelas e estão-se a cagar para se elas se vêm ou não. Elas também não reclamam com eles nem acabam a cena, aposto! Já que muito gaijedo critica gratuitamente eu também posso fazer.

Invariavelmente aparece a crítica de que os gajos são egoístas, não sabem como lá chegar, estão ali a martelar feito martelo pneumático (curioso que há peça que assim seja, mas ok...), que são parvinhos e não percebem nada, etc e tal. Muitas destas são as que têm nojo de fazer sexo oral ou que acham que para bico basta pôr lá a boca duas vezes e está o assunto despachado e arrumado porque para um gajo é igual ao litro. 

sex animated GIF

Fodasse...e não dizem isso na cara aos gajos porquê? Porque é que continuam sempre a foder o mesmo? Não compram uns brinquedos e resolvem sozinhas porquê? Não passam a comer gajas porquê? Se falassem e explicassem como gostam de ser comidas muita coisa se evitava. Comunicação minha gente! Se alguém ficar ofendido ou de orgulho ferido temos pena, a vida é mesmo assim e não é para ser perdida em más fodas ou no "inconseguimento" do orgasmo. 

Eu sempre tentei ser um gajo altruísta no sexo e nunca me coibi de pedir indicações ou sugestões para tornar a experiência mais agradável para ambos porque, o prazer de com quem estou é o meu próprio prazer. Não sou perfeito e estou longe de o ser, mas tento, esforço-me para que o sexo seja bom e para que não se arrependam do tempo passado comigo ou então que vão fazer comentários para o Facebook...

sex animated GIF

domingo, 8 de junho de 2014

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Mas queres o quê?

Normalmente até sei o que vou querendo mas tenho falhas importantes relativamente às coisas que realmente quero da vida. Importantes porque às vezes nem sei se é bom ou mau...por exemplo, ainda não sei o que quero fazer o resto da vida a nível profissional.

A nível pessoal também não tenho a certeza muito sinceramente. Aqui há coisa de três anos eu achava-me completamente pronto e preparado para me meter numa relação séria, uma coisa tipo casamento mesmo, brincar às casinhas e por aí fora. Achava-me no ponto, pronto era isso.

Há uns dias esta ideia voltou-me à cabeça e andei uns dias a pensar nisto. A conclusão a que cheguei é que acho que não estou nada preparado. Em vez de crescer e amadurecer acho que regredi neste aspecto. Não sei se fiquei mais amargo, azedo, desencantado com a vida e por isso agora me sinto assim ou se sempre fui mais imaturo do que aquilo que eu julgava ser. Continuo a querer viver um amor pleno, um compromisso sólido e que me preencha em pleno e me faça feliz...

Não sei, sinceramente não sei e acho isto estranho. Eu já devia estar bem resolvido relativamente a este assunto.

O que sei é que voltei de coração apertado por quem deixo, com vontade de ficar e perceber-me, perceber algumas coisas que vão cá dentro