quarta-feira, 30 de abril de 2014

Bora dar uma? é pela floresta!

Acho que vou usar esta bela frase de engate um dia destes e tudo por causa do que leio no Correio da Manhã. As coisas que eu descubro.

Então não é que existe uma ONG que de chama Fuck For Forest em que a malta vai pinar para a floresta, filma e/ou fotografa e depois vende para ajudar causas ambientais. Do que as pessoas se lembram :P 

Uma causa nobre sem dúvida :D

Li aqui.

domingo, 27 de abril de 2014

perguntas complicadas a um Domingo

Uma das minhas colegas de casa é um conhecimento "antigo" do ano passado e gosta imenso de me fazer perguntas e de me dizer "Não não não, eu é que sei e digo-te que isto (coisa que ela acha que vai acontecer) te vai acontecer o quanto antes num estalar de dedos".

Ela é um bocado cusca mas eu até gosto de conversar um bocado com ela quando nos cruzamos na cozinha. Das primeiras perguntas que me fez mal eu voltei a esta casa foi se no campo amoroso alguma coisa tinha mudado e hoje foi porque é que eu achava que quase de certeza nunca me iria casar. Após eu responder lá voltou a não aceitar as minhas respostas e dizer que eu estava errado.

Será que é assim tão complicado aceitar que os outros têm opiniões fora do que é 'bem'?! 

Eu perguntei-lhe se, tendo em conta que tenho a idade que tenho e até hoje em dia nunca ninguém quis ter uma relacionamento amoroso, como é que eu poderia estar muito optimista que ia viver um conto de fadas e me casar em breve?! 

Caramba, eu acho que sou um tipo realista tendo em conta o que sou, quem sou, o que tenho e como vivo. Não adianta andar com muitas ilusões e fazer castelos no ar porque a realidade não é cor de rosa e toda fofinha. 

Não tenho todas as respostas nem posso prever a 100% o futuro (se pudesse o Euromilhões já me tinha caído no bolso) mas tenho que ser sensato e ver que passos posso dar. 

Se calhar no entender de certa gente eu devia ir já amanhã escolher um fato/smoking, umas alianças e começar a escolher nomes para a futura prole... 

quarta-feira, 23 de abril de 2014

I can relate...

Achei este post no 9gag e identifiquei-me de imediato. Acho que agora nem estou muito mal de cabelo quase rapado e barba grande...

Há que olhar para as coisas com sentido de humor ;)

Aqui fica o título:
"As an ugly man, how every attempt at expressing interest in a woman goes."

Imagem:

As an ugly man, how every attempt at expressing interest in a woman goes.

sábado, 19 de abril de 2014

Sonhos estranhos

Dizem os entendidos que todas a noites sonhamos, todas, mas nem sempre nos lembramos dos nossos sonhos.

Eu acho que sonho poucas vezes mas quando sonho é com cada coisa mais estranha que eu ao acordar só consigo pensar: mas o meu sub-consciente anda na droga e eu não sei? Que raio foi esta merda?!

Poucas vezes me lembro dos meus sonhos e ainda menos vezes tenho sonhos mais interessantes, que é como quem diz, sonhos quem envolvem mulheres e sexo. Ou só sonhar com mulheres.

Uma vez sonhei que uma moça por quem nutro coisas boas me tinha aparecido à frente com o cabelo pintado de loiro. Acho que acordei pouco depois e fiquei na cama a olhar para o tecto a tentar perceber o surreal da coisa.

Há um par de meses sonhei deambulava por uma casa atrás de uma mulher que me fascina e que me faz salivar. Andava atrás dela e ela sempre a fugir. Desaparecia, tornava a aparecer e eu sempre atrás. E eu com uma sede terrível. A certa altura eu andava atrás dela porque queria um copo de água. Resultado, acordei e bebi meio litro de água seguramente e fiquei a pensar naquela mulher...que é que o sonho quer dizer? Adormeci mas não me esqueci daquela cena bizarra.

Há umas semanas novo sonho. Mais interessante. Vejo uma mulher com um corpo fantástico, corpo igual à mulher do outro sonho mas parecia ter algo que lhe cobria metade da cara, só via o nariz e a boca, mas eu sei que era ela. Toca aqui, toca ali, apalpa aqui, apalpa ali, lambe, chupa e tal e coiso. Quando a mulher vem para me montar e a coisa se está mesmo mesmo a dar...o dono do bar começa a barafustar e manda-nos embora do bar, a moça desaparece.
Ora bem, como é que eu fui parar a um bar e estava prestes a pinar lá dentro? Porque é que a moça não concretizou a cena mais rapidamente porque é que não lhe via os olhos?

Isto não faz sentido nenhum e eu não sei onde é que o meu sub-consciente arranja a droga, mas é cena da boa ao que vejo. 

Ainda estou para perceber o significado destas cenas.

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Need, want, have

Somos seres permanentemente insatisfeitos. Precisamos de uma coisa, queremos outra e acabamos por ter outra. 

Eu queria muita coisa, algumas delas nem precisava e o que tenho é quase nada, mas ainda posso sonhar uma vez que não paga imposto :P

Falemos de um tema que eu gosto tanto: comida. Ora, eu hoje preciso de jantar. Eu quero comer uma francesinha. E tenho salmão no forno com vegetais...

Noutro tema que eu adoro fica a imagem que fala por si.

Dammn... right

segunda-feira, 14 de abril de 2014

sábado, 12 de abril de 2014

No fresco da noite

Café, um cigarro que se vai fumando...já só falta quase um mês para as férias!

girl animated GIF

Quero ir à praia, dormir na minha cama, beber uns copos, relaxar.

Entretanto vou ali fumar um cigarro com tanto ou mais estilo que estes dois. (menos cabelo que eles e barba mais sexy)

black and white animated GIF

smoking animated GIF

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Ofereço-me como voluntário!

As coisas que eu encontro logo de manhã. 

Uma pessoa que busca carinho, compreensão e levar com ele à bruta e não encontra quem a satisfaça. 

I can feel your pain girl!

How is this so difficult?

terça-feira, 8 de abril de 2014

Let's get physical

Ora calculem quanto é que o exercício vos andar a render em termos de queimar calorias ;) 

http://www.sexcalculator.co.uk/ 

domingo, 6 de abril de 2014

Pequenos prazeres

Algumas pessoas já me apontaram o dedo a dizer que sou um gajo muito complicado, complexo e por aí fora. Eu não concordo, sou muito mais fácil de agradar e compreender do que se pensa.

A prova disso são as pequenas coisas que me deixam satisfeito e que me dão prazer. 

Há bocado fiz uma caneca de café, peguei num cigarro e fui para o terraço. O tempo está fresco, choveu durante a tarde e cheira a terra molhada. Ouviam-se alguns pássaros a chilrear, e já passava das 23h, e a casa estava silenciosa.

Estar ali sossegado a beber café e a fumar um cigarro soube-me muito bem! 

Simples! :D

P.S. - só faltava alguém para partilhar o café mas os prazeres solitários não deixam de ser prazeres.  

terça-feira, 1 de abril de 2014

Perguntas com rasteira

As minhas viagens e tempos de espera pelo autocarro levam-me a pensar em coisas e pessoas que estão guardadas no passado. A minha mente divaga por aí, faz cenários hipotéticos, imagina coisas estranhas, sonho, etc.

Ontem e hoje lembrei-me de uma pessoa que foi especial para mim, na verdade ainda o é porque a tenho como uma amiga que, apesar de tudo, me fez bem e por quem senti coisas tão boas.

Esta pessoa fez-me uma das perguntas mais difíceis que se pode fazer a um homem. A dificuldade não é pela complexidade da frase, das palavras mas sim porque a resposta pode levar-nos ao céu ou ao inferno. Tem rasteira e um homem nunca sabe bem o que a mulher pretende com certas perguntas.

Uma bela noite estava completamente perdido no corpo dela. Despidos de roupas e alheios ao passar do tempo, eu serpenteava pelo corpo dela pavimentando com beijos o meu percurso. Beijos rápidos, lentos, demorados, uma lambidela aqui, outra acolá, ia subindo pelas pernas, demorando-me no belo sexo dela, subindo pela barriga fazendo percursos aleatórios, voltava abaixo, subia, demorava-me nas belas mamas dela...tudo com muita calma, a gozar todos os segundos e cada beijo. Depois ataquei o pescoço porque sei que era um dos pontos "fracos" e eu adoro o pescoço de uma mulher. Neste momento ia dando beijos fugazes nos seus lábios suaves e apetitosos como sempre.

Ela estava a apreciar e a desfrutar de toda a atenção que lhe era dada, seguia-me com os olhos, tocava-me com as mãos e quando estamos cara a cara, e no intervalo de um beijo, solta a questão: "Porque é que gostas de estar comigo?" 

Tinha pouco tempo para responder e não podia hesitar, gaguejar ou mentir descaradamente. Estava numa situação ingrata para uma perguntar tão complicada de se responder quando se está nu, sob uma mulher e num elevado grau de excitação...

Na minha cabeça eu sabia bem porque é que gostava de estar com ela. Ela é gira, o sexo era fantástico e eu estava irremediavelmente apaixonado por ela, vendo bem eu amava-a. Tirando o ela ser gira e o sexo ser bom eu não lhe podia dizer o resto. O nosso "acordo" era só sexo e a nossa amizade como era normalmente.

Pensei rápido e não menti, não disse tudo, mas não menti. Era e é verdade que a acho bonita, que era bom estar com ela, que gostava do sabor dela, que ela me fazia bem e ali com ela me sentia muito bem, eram pedaços de céu num dia a dia complicado e, como em muita coisa que sabe bem, ela era viciante. 

Ela não pareceu totalmente convencida mas sorriu com quem gostou do que ouviu. 

Beijei-a, uma e outra vez, não podia dar chance para mais perguntas assim com rasteira porque sei lá eu se me safava de outra como aquela. Beijei-a e fiz com que o resto da noite fosse tão bom ou melhor que o que lhe antecedeu, o corpo a ferver depois do desejo saciado libertou-lhe a mente de mais dúvidas quase fatais para um homem desprevenido.

A sinceridade é importante, mesmo no mais inusitado dos momentos e a honestidade pode valer muitos pontos :D