terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Erro crasso

Sempre pensei que fosse levar mais tempo mas hoje cheguei à conclusão definitiva que no final do ano passado cometi um dos maiores erros da minha vida.

Pensava que estava a trocar um emprego com contrato a prazo por um emprego estável, com contrato permanente e que me iria dar paz de espírito e tempo para criar raízes e construir uma vida...tremenda asneira. Vim cair num inferno.

Faço o meu trabalho e passo por traidor, agindo de boa fé tenho as pessoas contra mim devido a guerras pessoais...fodasse lá para isto.

Quero-me ir embora, quero a minha casa, quero os meus pais, quero as pessoas lá de casa e nem para um bilhete de avião tenho dinheiro. 

Estou a ficar tão farto...que merda.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

O chão a desaparecer

É fodido, é mesmo esta a palavra, perceber que fizemos uma grande asneira. Que fizemos merda da grossa e que o único culpado somos nós por termos confiado em algo e alguém que à partida se calhar não mereciam essa confiança.

No fim do ano passado rejeitei uma proposta de trabalho porque tinha outra que supostamente me era mais vantajosa a longo prazo. Big mistake.

Mal comecei dei por mim dentro de uma autêntica novela em que os protagonistas estão numa espécie de guerra silenciosa em que vão tentando antecipar os passos um dos outros e que vai acabar mal para mim que ainda vou parar ao desemprego. 

Já comecei a abrir os olhos e a ver se me começo a procurar outra solução para me ir precavendo. 

Mas porque raio não consigo ter alguma paz e estabilidade a nível profissional?! Que raio, parece que é maldição que tenho em cima...eu não peço muito, só queria um pouco de sossego e tentar ter uma vida. 

Caramba, é pedir assim muito?! 




Precisava disto por vezes...esta merda toda por vezes é complicada de aguentar sozinho.

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Solteiro com fair play

Piroseira ou não, comércio puro e duro ou não, toda a gente gosta de receber um mimo neste dia.

Dou dois a quem quiser.

Ora um: 

A Great Valentine's Day Poem

E outro, adoro adoro adoro, há anos que gosto tanto deste vídeo :D





terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Porque é que as gajas têm sempre de ser elas a abrir os olhos aos gajos?

O título é falso. Ajuda que as gajas abram os olhos aos gajos, isso ajuda é verdade, e sabem porquê?! Porque nós ainda não temos poderes especiais e lemos a mente feminina e que jeito isso nos dava.

Há dias lia o blog de uma moça, blog onde fui parar por acaso e que não sigo, e nos comentários uma comentadora solidarizava-se com a autora do blog e mandava mais uma daquelas postas de pescada a atacar os homens, o que é curioso porque ela confessava ter um espécimen desses em casa. Ataca o género e depois enroscas-se com um em casa...

Ora bem, e o que dizia a tal feminista de pacotilha?! Dizia ela que é sempre a mesma coisa, têm de ser sempre as mulheres a abrirem os olhos aos homens!

A maior parte das vezes eu levo estas coisas com desportivismo, só me riria de mais um comentário desses e nem apelidaria a moça de feminista de pacotilha. Peço desculpa à moça mas hoje leva com o meu mau feitio, chama-lhe o meu momento de TPM masculina.

O comentário irritou-me porque...ora fodasse, a minha vida poderia ser muito mais interessante e quiçá muito mais feliz se compreendesse as mulheres, se percebesse alguma coisa de mulheres e lhes lesse a mente quando toca a perceber se estão interessadas numa pessoa, qual o interesse, em quê, como, quando porquê, etc etc etc.

Irrita-me de sobremaneira esta maniazinha machista/latina que o homem é que tem de ter o trabalho todo, de fazer tudo, de dar o primeiro passo, o primeiro tudo, de pagar tudo e mais alguma coisa...que caralho, não lutaram por igualdade de direitos, emancipação e tudo mais? Ou é só para o que interessa.

Não cai os parentes na lama a ninguém por dar o primeiro passo, seja homem ou mulher. 

Portanto, deixem-se de merdas minhas meninas. Se estão interessadas num gajo, falem, cheguem-se à frente porque muitas vezes o tipo só não avança para vocês porque vocês só mostram uma cara de quem os vai rejeitar ao primeiro 'Olá!'.

Preciso de um cigarro...

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Boca de ouro

Decididamente este país faz-me mal ao dentes e ao dinheiro que já gastei e vou gastar a tratar os dentes quase que me poderia valer a alcunha de Boca de Ouro. 

funny (19796) Animated Gif on Giphy

Eu preferia ter uma alcunha dessas devido às minhas habilidades orais que, muito embora em baixo de forma devido aos escasso uso das mesmas, já foram responsáveis por agradáveis e prazerosos momentos. Mas não, neste momento a alcunha não seria por obra e graça destes lábios grossos (não são palavras minhas), apetitosos (continuam a não ser palavras minhas) e da minha língua poderosa (palavras de duas dentistas diferentes e que não se conhecem).

movie (16282) Animated Gif on Giphy
(os intervenientes da cena são o Ryan gosling e a Michelle Williams no filme Blue Valentine, não é nada badalhoco que eu não sou dessas coisas, ok?! lol)

Ir ao dentista sempre foi uma experiência traumática. A anestesia não me faz praticamente efeito nenhum, sofro de caraças e saio de lá a parecer que levei com um camião em cima depois de uma manada de elefantes me ter passado por cima.

reason (115) Animated Gif on Giphy

Neste momento, e contanto com a conta do ano passado, já gastei uma pequena fortuna. Digamos que já deve ir numa mão cheia de ordenados mínimos em Portugal.

Hoje fui de novo ao dentista e ao saber em quanto me vai ficar o tratamento de um dente apenas, se alguém tiver duas notas de €500 à boa vida que me mande se faz favor, só me apeteceu dizer (e fazer) isto ao dentista:

parks and recreation (2433) Animated Gif on Giphy