segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

O corpo não se esquece

Um destes dias estava eu naquele limbo do acordado/a dormir pela manhã e comecei a trautear a Bohemian Rhapsody dos Queen: "Is this real life? Is this just fantasy?" O corpo dava-me sinais. Queria mais do que tinha tido em tempos, precisava de mais.

Memórias de um passado não muito longínquo vagueavam pela cabeça e percorriam o corpo, quase como um viciado numa qualquer substância, o corpo clamava por mais um gostinho do vício para acalmar a ressaca. Nada feito. 

As recordações, os momentos guardados na cabeça como se um vídeo se tratasse eram tão vividos que quase podia saborear aqueles momentos de novo.

O começo lento, as mãos nervosas, os sussuros ao ouvido e as roupas começaram a desaparecer. A respiração ficou cada vez mais ofegante, deixa-mo-nos sem ar quase sem querer.



A vontade do corpo era tanto que a sofreguidão sobrepunha-se a qualquer plano anteriormente delineado. Sem roupa era tudo mais fácil, o sexo acontecia em todo o seu esplendor e glória.

Havia beijos, lambidelas, apalpadelas, dedos curiosos, penetrações várias, estocadas fortes e lentas, chupava-se, fodia-se de forma desinibida. O tesão era lei e a vontade o juiz. 

Devora-mo-nos com fome, os corpos encaixaram na perfeição e os meus pensamentos toldados pelo corpo magnífico que me dava tanto prazer. O corpo, o verdadeiro templo que faz perder perder a cabeça, e a alma que verdadeiramente arrebata um coração perdido.

O tempo foi passando e fomos explorando os corpos e as fantasias. Num momento de silêncio para recuperar contemplei aquele corpo e pensava "mas isto está mesmo a acontecer? É mesmo verdade?". Um beijo incendiário e umas mãos famintas provaram que a realidade era melhor do que qualquer ficção.

O corpo não se esquece do toque, do beijo, do encaixe, do sabor, do cheiro, dos orgasmos avassaladores...

Não dava para repetir. Vidas desencontradas. Incompatibilidades. 

Por muito que tentasse o corpo e a mente sabem o que querem, e o que querem é tão bom, foi tão, mas tão bom.

Eu peço, quero e preciso de bis!!!




10 comentários:

  1. Que reencontres essa sensação....se não for com ela...que seja com outra pessoa que te faça sentir o mesmo........aliás...ainda MAIS!!
    Beijos...e bonito texto :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu espero bem que sim, que o destino me traga mais dessas sensações e ainda mais :D

      Ainda bem que gostaste.

      Beijos

      Eliminar
  2. Respostas
    1. E exijo mas como ainda não tenho o jacto privado...ficam as promessas a cumprir.

      Beijos

      Eliminar
  3. Começo a achar que tens talento para a escrita... adorei!
    Que consigas o tão ansiado "bis"

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ohhh muitíssimo obrigado pelo elogio e ainda bem que gostaste do texto, é tudo verdade já agora :D
      Eu não me acho muito hábil com as palavras mas há dias em que tenho vontade e as coisas saem-me melhor que em outros dias. Se calhar ontem foi um desses dias.

      Vamos a ver se o bis acontece algum dia.

      Beijos

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Quem te disse que eu não procuro?! As coisas "fogem-me"...

      Eliminar
  5. E o coração bate acelerado...
    O suor tempera a carne que escorre prazer!
    As mãos, sempre as mãos que exploram cada recanto de outro ser.
    A boca que aberta deixa derramar uma saliva doce que sacia uma sede incontrolável.
    O sexo, deslumbrante, pronto a rasgar um canal ansioso por ser fecundado com força e igual intensidade...
    E por fim, a entrega, a mistura, o calor, o prazer no seu expoente máximo... e a vontade de repetir aquilo que foi bom!

    Inspiraste-me e deixei-me levar pelas palavras!!!

    Beijinhos... gostei de te ler dum registo mais intimista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau...quanta inspiração, isto é quase um post dentro de um post. Tu tens jeito, escreves com outra elevação que eu não consigo ter. Fico contente por te ter inspirado desta forma :D Obrigado por este miminho.

      Ainda bem que gostaste do post, espero que tenhas gostado tanto como eu de o escrever.

      Este registo não é muito comum por aqui mas pode ser que reapareça, haja motivo ou vontade.

      Beijinhos

      Eliminar