quarta-feira, 3 de julho de 2013

Instável

Não sei bem definir como me sinto mas não gosto de como me sinto. Sei lá como me sinto, que nome dar a isto. As coisas começam de novo a correr menos bem. O futuro não me está a sorrir de momento.

Eu sei que há gente em muito pior situação mas agora quero e estou a ter um momento de profundo egoísmo. A angústia causa-me num nó na garganta, sinto um peso enorme no peito e sobre os ombros. 

O corpo não anda cansado mas a cabeça...

Custa-me a respirar. 


Sem comentários:

Enviar um comentário