segunda-feira, 8 de julho de 2013

Dormir e acordar

Não sei o que é dormir "agarradinho" a alguém, adormecer de dedos entrelaçados, sentir o toque ao de leve na pele enquanto se adormece ao lado de quem se ama. Nunca tive isso. O mais certo seria não sentir falta disso uma vez que nunca vivi tal, mas...

Hoje queria isso. Mais do que a companhia ao dormir queria ver um sorriso ao acordar, um beijo, uma carícia...

São dúvidas que ficam, de como será.

6 comentários:

  1. Respostas
    1. Será?! Não sei, acho que preferia ter a outra perspectiva.

      Eliminar
  2. O menino é exigente....além de querer companhia para partilhar a cama ainda tem que ter um acordar bem disposto?!?! Assim é mais difícil que a maioria das mulheres adordam insuportáveis! Vês do que te safas :)

    PS: Brinco contigo, andas desanimado... O teu dia vai chegar, se não tiveres medo de o viver. Parece-me a mim (e perdoa-me se te interpreto mal) que não deixas que cheguem até ti com receio da dor da despedida, de tão habituado que estás a partir.... Mas assim, não tens o que lamentar mas também não tens o que recordar.
    Vive PM, sem medo, a vida é feita de momentos.

    Beijo *Estrela*do*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, exigente? Partindo do princípio que a noite foi bem passada não há grandes motivos para acordar insuportável :P Eu sei que é pedir muito mas como sonhar ainda não paga imposto...

      E se o dia não chega?! Pois, nada é garantido. Eu deixo que se cheguem a mim, não sei bem porque achas isso ou como transmito essa ideia. É verdade que as despedidas custam e eu vou estando habituado a partir mas não é por isso que vou deixar de viver. Ter o que recordar é melhor do que o vazio, pelo menos na minha opinião.

      Obrigado pelo comentário,
      Beijos

      Eliminar
  3. É bom. Já há algum tempo que não sei o que isso é...

    ResponderEliminar