quinta-feira, 27 de junho de 2013

Fotografias

Ontem quando ia a caminhar pela perdido nos meus pensamentos, a falar com os meus botões e a pensar no pedaço do dente que no dia anterior se tinha partido quando reparei num escritório.

O edifício tem janelas muito grandes e alguns escritórios só têm paredes de vidro, quem vai na rua consegue ver por completo o interior. Eu reparei que, tal como milhares de pessoas, quem ocupa aquele gabinete tem uma moldura com uma fotografia voltada para si na secretária. Tantas vezes vi isto, uma coisa tão banal e só ontem me bateu de uma forma tão forte.

Fui pela rua a pensar porque é que eu nunca tive em nenhuma das casas onde vivi ou dos escritórios onde trabalhei, fotografias. Nem minhas nem de ninguém. 
Também nunca tive uma fotografia de ninguém na carteira. Por acaso agora tenho umas minhas mas porque me esqueci de as tirar, por falar nisso...


Eu sempre fui altamente preguiçoso no que toca a decorar os sítios onde vivo e trabalho. Não gosto de andar com tralhas atrás. Numa das casas onde vivi só tive um tapete porque a minha mãe me foi visitar e insistiu em levar. Sempre fui muito frugal no que toca a decoração, quanto menos tivesse que limpar e posteriormente empacotar, melhor!

Às vezes estas coisas têm uma explicação não muito evidente e que se calhar um/a psicólogo/a acharia piada analisar. 

Ao caminhar rua fora ocorreu-me que se calhar nunca tive fotografias expostas é porque me ajuda a não ter tantas saudades das pessoas. Torna a minha vida um bocado mais fácil nesse aspecto. Faz com que eu não me sinta demasiado confortável nos sítios e me seja mais fácil partir. 

A preguiça também tem o seu papel no entanto...


4 comentários:

  1. Engraçado essa de não expôr fotografias na casa , no escritório etc.. Deve haver uma explicação e gostava de saber também. E não é certamente por esse motivo de "andar com a casa ás costas".. E também não é de não ter familia de quem gosto, ou amigos..no meu caso a explicação não é essa. Para não ter saudades das pessoas? Também não sei não.. Vivo muito o presente ,será isso? Acredito que deve ter uma explicação e até que gostaria de saber.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que depende de pessoa para pessoa. No meu caso ocorreu-me esta explicação e faz algum sentido. Quem sabe um dia destes vais entretida na tua vida e "cai-te" a ficha :P

      Eliminar
  2. Sempre ouvr dizer que "o que os olhos não veêm o coração não sente".
    Parece-me que é isso que procuras...proteger-te. Mas nem sempre a sabedoria popular está correcta.
    Apetece-me deixar-te esta Closedown

    "i'm running out of time
    i'm out of step and closing down
    and never sleep for wanting hours
    the empty hours of greed and uselessly always
    the need to feel again the real belief of
    something more than mockery
    if only i could
    fill my heart with love


    Beijo *Estrela*do*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, pode ser visto como uma forma de protecção.

      Obrigado pela música, gosto de The Cure ;)

      Eliminar