sexta-feira, 10 de maio de 2013

Ninharias que me irritam

As pessoas que o dizem e usam esta palavra que me desculpem, mas deve haver algum lugar no inferno para quem diz "namorido".



Já tinha lido há uns largos meses e na semana passada li outra vez já nem sei onde. Ai pah...faz-me comichões. Que raio, ou diz uma coisa ou outra. Uma coisa não pode implicar a outra? Por ser marido já não pode ser namorado? Pode e deve. O namorado não poderá vir a ser marido? Pode mas também pode não acontecer.

Deixem-se de coisas e simplifiquem, sim até nas nomenclaturas devem simplificar. 

Muito embora não correndo esse risco, se algum dia uma mulher dissesse que eu era o 'namorido' dela a coisa ia ficar mal parada. Para além de ser um enorme 'corta tesão' eu ia ficar com medo que ela ainda me começasse a chamar de 'mor' e então aí era o fim da picada e da relação na certa.



Outra cena que me faz revirar os olhos são os perfis de Facebook conjuntos. Ai que me dá uma vontade de dar um par de chapadas a certas pessoas...eu gostava de perceber o que vai na cabeça a essas pessoas, e que tal manterem a sua individualidade? Pode até nem ter muita importância mas estas coisinhas da anulação do 'eu' aborrecem-me um bocado. 



9 comentários:

  1. Olha não sei a que te referes essa do "namorido" e concordo com o que dizes nada como chamar as coisas pelos nomes, é mais simples e não custa nada. O resto são preconceitos.
    Quanto a amigos do Face com perfis conjuntos também não tenho e ainda bem,que falta de amor próprio!
    A relação é mais durável ( falo por mim ),
    se cada um der espaço ao outro para que possa ter a sua própria individualidade, não descurando com isso o respeito mútuo que é essencial. Lá porque duas pessoas olham e estão na vida na mesma direcção não quer dizer que tenham de ver tudo com os mesmos óculos. Amor não é dependência isso é droga.;)
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu até achei isto no Google: http://pt.wiktionary.org/wiki/namorido

      A cena dos perfis não sei se é falta de amor próprio mas que me deixa perplexo deixa, é que um dia amam-se muito e no outro pode ir tudo para o tecto e lá vão eles ter que fazer a separação dos bens, Facebook incluído.

      Eliminar
  2. Ahahahha.. agora até me fizeste rir porque me lembrei que tenho amigos do Face que mudam de estado civil a toda a hora..pensava ser brincadeira,mas se implica separação de bens isso deve ser cá uma grande uma trabalheiraaaa...:). Aí que mundo descartável este!
    Bom fim de semana para ti.
    Bjs

    ResponderEliminar
  3. Ahahah, adorei. Olha mor, vamos ser namoridos e partilhar o perfil de FB? :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ai xuxu, a dizeres-me assim coisinhas doces eu até perco o chão! LOL

      Eliminar
  4. Eu pensava que era problema meu, afina não sou a única a não perceber.

    ResponderEliminar
  5. Também já li essa palavra algumas vezes por aí...

    A mim não me faz comichão...É indiferente... Não me vejo a dizer a alguém:

    - "X, este é o meu namorido..." LOOOOL

    Em relação a isso do facebook, concordo... Acho rídiculo... Parece que as pessoas não têm vida própria e que não conseguem fazer as coisas sozinhas... Têm que andar sempre com o namorado(a) atrás... Isso definitivamente não é para mim!!! Ou mesmo aquelas sms de Natal... Beijinhos do X, do Y e Z (quando têm filhos). LOOOOOOL

    Pronto, é isso! :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Indiferente não consigo ficar, não acho piada nenhuma.

      Isso das sms também é outra coisa que eu faço por ignorar para não ser antipático.

      Eliminar