sábado, 5 de janeiro de 2013

Convites

A sabedoria popular diz-nos que não devemos ir a bodas e baptizados se não formos convidados. Se o povo o diz é porque algum fundamento e vox populi vox dei.

Toda a vida me irritei solenemente com certo tipo de convites e pessoas que se fazem ao convite.

Eu não acho que por uma deva ir a um casamento, por exemplo, só porque namora com A ou B.

Explicando melhor: A Gertrudres e o Asdrubal vão casar e decidem convidar o Ambrósio. O Ambrósio tem namorada. A Gertrudres e o Asdrubal nunca viram a namorada do Ambrósio mas mesmo assim no convite que entregam diz “Ambrósio e namorada” porque diz que fica mal não convidar, porque o Ambrósio pode levar a mal, etc e tal e pardais ao ninho. O Ambrósio comunica o convite à dita cuja e lá vai ela toda lampeira ao casório.

Acho mal. Eu não o faria. Para mim não faz sentido. Isto é tremendamente comum, acontece em todos os casamentos mas eu não acho piadinha nenhuma.

Porque raio haveria eu de ir ao casamento de pessoas que nunca vi e com as quais não tenho qualquer tipo de relação e/ou ligação a não ser namorar com uma amiga do casal (ou só de um deles em muitos casos)?

Nunca me aconteceu mas eu não ia. Os noivos também não se devem sentir obrigados a isso, é o dia deles e faz parte dele quem eles querem e com quem querem partilhar aquele momento especial.

Chamem-me nomes se quiserem. Já me disseram que eu era ‘assustador’ e ‘muito estranho’ por ter esta opinião mas não tenho intenção de a alterar.

Estes convites por tabela, por atacado, não me dizem nada e até me constrangem.

Eu dou o exemplo de um casamento mas quem diz casamento diz um outro evento qualquer de carácter mais pessoal. Gosto de sentir que a minha presença é desejada e que não estou ali só por causa da fulana X.

11 comentários:

  1. Olha dou-te razão festas por obrigação não obrigada. Acho que esses convites são por amabilidade ou cortesia por "não parecer mal", ir ou não ir cada um sabe de si..

    ResponderEliminar
  2. Não sou muito fã desse tipo de eventos, infelizmente porque não é o significado que lhes dou, o que está em causa mas sim daquele que os promove, vou a muitos mesmo, com o tempo comecei a conseguir divertir-me.
    Tanto vou só como acompanhada, isso não é relevante para mim. O casamento em que mais me consegui divertir fui sem companhia, a única pessoa que conhecia era a noiva e foi no mínimo hilariante. :)
    Discordo em relaçao à forma como aplicada o ditado, a pessoa que vai "acompanhar" não é penetra, porque foi convidada...
    Os anfitriões quando te convidam é porque é importante que partilhem do momento deles, se te convidam mais a tua companheira é porque sabem que te sentirás melhor assim. Supostamente a pessoa com quem estamos partilha estes momentos connosco...
    Chocante para mim são pessoas que interferem nas amizades no seu dia a dia, ou seja, a pessoa que está comigo não tem que me acompanhar nos momentos que eu tinha com a ou b, não precisamos de passar a ser 3 à mesa sempre que nos encontramos com um amigo para o café que anteriormente tomávamos.
    Não sei se me expliquei.
    Aproveita o sol PM está um fantástico fds. :)

    Brenda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Convidados sim mas não porque fossem as "primeiras" escolhas das pessoas, por assim dizer. É precisamente por ser o momento deles e o quererem partilhar com aqueles de que mais gostam que acho mal que convidem "estranhos". Eu não acho piada nenhuma mas é só a minha opinião. As pessoas convidam as companheiras e afins não porque as pessoas se vão sentir melhor mas porque não querem melindrar ninguém.

      Eliminar
    2. Estas bem PM?
      Espero que esteja tudo nem contigo.
      Brenda

      Eliminar
  3. Concordo contigo.
    Não vou a sitios que não fui convidada.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Convidado por tabela é coisa que não me assiste.

      Eliminar
  4. No meu casamento convidei um amigo, e claro estendi-o à namorada.

    A surpresa foi quando reparei que ele levou uma amiga que eu não conhecia ao casamento, porque a namorada ficou doente. Acho que nem consegui olhar-lhe na cara...e quando tive oportunidade chamei-o à atenção. Era o meu casamento, não uma inauguração do João das Festas!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que falta de chá que esse teu amigo teve. Eu acho que me passava na hora. E qual foi a reacção dele?

      Eliminar
  5. olha tens razao sim senhora....
    depende das ocasioes e há umas menos complicadas né. mas casamentos batizados e coisas assim mais intimas , faz todo o sentido o que dizes. Eu já fui de "acompanhante" de convidado e é realmente estranho. beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está, para evitar essas coisas é que eu tenho a opinião que tenho. Mas cada um sabe de si.

      Eliminar
  6. Também te dou razão! Se as pessoas (neste caso, os noivos) não conhecem a namorada/o da pessoa que conhecem, não faz muito sentido! Só para não falar que será uma seca para o desconhecido.

    Também nunca me aconteceu nenhuma das situações! lol

    ResponderEliminar