quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Carência, filosofia ou gulodice

Andava eu aqui por casa estes dias à noite e qual senhora do Ferrero Rocher apetecia-me algo. Fazia-me falta qualquer coisa.

Abri um armário e veio um aroma a ananás, tão bommmmmm. Eu nem gosto lá muito de comer ananás mas os saquinhos de chá de ananás convenceram me. Fui fazer chá.

Bebia eu o chá mas continuava a faltar algo. Lembrei-me que havia uma tablete de chocolate com amendoins algures na cozinha. Toca a abrir gavetas. Et voilá! Toca a morfar uns quadrados enquanto bebo o chá.

A certa altura olhava eu para o telemóvel e para a televisão quando me ponho a filosofar: “Oh PM, será que o Freud e os outros gajos da filosofia estavam certos quando diziam que a malta come para colmatar carências afectivas?!”

Eu quando filosofo só para mim uso muito a palavra colmatar e outras de igual e elevada craveira. Isso e vernáculo.

Filosofava de novo: “Andas carente? Eh pahhhhh…por acaso…”

E lá foram mais dois quadrados de chocolate.

Acabava de comer o chocolate e já a falar sozinho em voz alta: “Ou é isso ou sou um guloso do caraças. É mais isso realmente.”

Acabo de beber o chá. Apetecia-me um cigarro. E um gin tónico. E…

19 comentários:

  1. Dizem que o chocolate faz milagres, quando o problema é carência... mas no teu caso, não sei não... apetecia-te tudo rapaz! eheheheheh
    Vá lá... ficaste só pelos apetites gastronómicos... imagina de se apatecia algo mais... :)
    Bom dia PM... bon apétit. beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os outros apetites estão sub-entendidos, acho eu... Apetece-me tudo mesmo :P

      Eliminar
  2. Ahah Acho que toda a gente tem esses "ataques" :P
    Ontem apetecia-me uma baguete com manteiga de olho no forno e voilá! looool
    :D Um chocolatinho tb teria ido! :P

    ResponderEliminar
  3. A seguir ao fogo, ao aquecimento central e, sei lá, à pílula... a pessoa que inventou o chocolate (alguém inventou o chocolate, certo?) tem todo o meu respeito e carinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu também, dava-lhe uma prenda se pudesse :D

      Eliminar
  4. PM és parco no que publicas mas vale a pena esperar...

    "Eu quando filosofo só para mim uso muito a palavra colmatar e outras de igual e elevada craveira. Isso e vernáculo." como me fizeste rir.

    Vou-te confessar que o louco do Freud é o meu amante muitas noites... um amante pesado, carregado de pulsões e peso do passado, um amante que traio com Rogers quando busco carinho e ultimamente com Frankl porque cada vez mais para mim os sonhos é que nos fazem mover...

    P.S.1 Isso lá é chá? blhac...

    P.S.2 O Freud é mais cru é sexo mesmo que te falta. :)

    Brenda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dia destes tens de me dar o nome dos livros que andas a ler, preciso de umas sugestões e o que andas a ler parece-me bem.

      P.S. 1 - é um chá da lipton, bem bom. Aconselho.

      P.S. 2 - Não me digas :P Mas isso faz-me sempre.

      Eliminar
    2. Se prometeres não rir digo o nome dos que tenho nestes dias na mesa de cabeceira...
      Brenda

      Eliminar
    3. Conta lá, agora estou curioso :)

      Eliminar
    4. "O homem em busca de um sentido" de Viktor E. Frankl
      "Silêncio o poder dos introvertidos num mundo que não para de falar" de Susan Cain
      "Os filósofos e o amor" de Aude Lancelin e Marie Lemonnier
      "História da psicologia moderna" de Schultz e Schultz
      Ainda tenho o 2º e 3º volume de uma trilogia muito falada este ano.
      E uma revista feminina




      Eliminar
    5. Isso é que é uma lista, obrigado ;)

      Eliminar
  5. Sabes aquela coisa que se vê por aí do: "não fui eu que disse, mas poderia ter sido"? Nunca, até hoje, me apeteceu dizer tal coisa. Mas hoje é o dia! Concordo com quase tudo, só trocava o cigarro e o gin tónico por outras coisas que eu cá sei... de resto, confere :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que coisas?! Conta lá que o menino lê com carinho :)

      Eliminar
    2. Ahahahah! Curioso, hein...?
      É bom saber que o menino iria ler com carinho. Mas aqui a menina prefere não revelar essas coisas ;)

      Eliminar
  6. Ai, a mim apetece-me algo todas as noites e ler isto, a esta hora, sentadinha no sofá, deu-me logo vontade de chamar um ambrósio que me trouxesse exactamente aquilo que quero - que não é Ferrero Rocher porque não sou nada dada a chocolates.

    "o Freud e os outros gajos da filosofia", estás a enfiar o Freud na filosofia, hum?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se não é chocolates...desbronca-te lá então.

      Por acaso ao ler rápido dá essa ideia que tou a meter o Freud no mesmo saco mas não é isso que eu queria dizer. Eu sei muito bem que o Freud era o chef do 'el Bulli', LOL!

      Eliminar