domingo, 7 de outubro de 2012

Impacto nos outros

Às vezes dá-me para filosofar. Depois dizem-me que sou um gajo complicado pois dizem :P

Eu acredito que não sou um gajo complicado mas, admito, não sou o tipo mais simples e básico do mundo. Uma amiga certo dia até me disse: “Tu és estranho. Não és simples como a maioria dos rapazes.”

Eu até levei aquilo como elogio porque ela não disse aquilo de uma forma muito negativa ou necessariamente depreciativa.

No seguimento da conversa eu até disse que nem achava esse facto mau e que se ela dizia aquilo pelo facto de eu falar sobe mais coisas do que apenas gajas, carro e bola, ter opinião sobre assuntos complicados então isso até era bom porque assim uma mulher tem mais para descobrir sobre mim. Pelos vistos as mulheres não são da mesma opinião mas adiante.

Há tempos começou a remoer cá dentro qual será o impacto que eu tive até agora na vida das pessoas assumindo que tive algum.

Isto pode parecer um bocado estúpido a quem lê e se calhar algumas pessoas iriam rir se eu estivesse a dizer isto em voz alta. Às vezes penso que nem serei muito normal por me pôr a pensar nestas coisas, se calhar tenho demasiado tempo para pensar.

Isto deixa-me um bocado preocupado. Pensar que posso passar por esta vida sem ter significado nenhum para ninguém nem em nada assusta-me imenso.

Às vezes isto dá-me na altura em que faço anos mas, tendo estado recentemente no casamento de dois amigos e ver a forma como os dois se amam e como precisam um do outro, fez-me pensar se algum dia terei para alguém um décimo da importância que aqueles dois dão um ao outro.

Será que eu já tive algum gesto que tenha tido significado e importância para alguém?

Eu acredito que alguns gestos simples podem ter muito impacto e que podem atrair coisas boas. Por exemplo: quando vou a um café ou restaurante sorrio para a pessoa que me atende, digo por favor e obrigado; tiro os óculos de sol e olho a pessoa nos olhos. Acredito que este cuidado pode ter alguma importância para alguém mesmo que seja sempre ignorado. Não faço as coisas à espera que me agradeçam mas também sabia bem receber um bocadinho desta atenção que coloco nos detalhes.

Acho que não sou a única pessoa que já se interrogou de como seriam as coisas se desaparecesse. Se eu morrer amanhã o mundo não pára de girar, as pessoas não deixam de viver, os pássaros não deixam de cantar mas será que vão sentir verdadeiramente a minha falta? Será que alguém que se lembrará de mim daqui a muitos anos?

Bem, o banco e o gestor de conta de certeza que se iam lembrar de mim porque eu tenho um empréstimo por pagar. Já conta para alguma coisa :P

Mais do que existir, o que me interessa é viver e viver com significado.

7 comentários:

  1. Podes crer que se fazes esses gestos nalgum dia já foste importante no dia de alguém. É que ás vezes basta um sorriso de alguém mesmo anónimo, um gesto amável para transformar um dia mais complicado num dia melhor!! Acredito que são pequenos nadas que modificam os dias. Podem não te dizer é certo, mas acredito que têm impacto.
    Tenho muitos amigos e conhecidos até que nem sabem o quanto são importantes para mim ou talvez saberão não sei. Acontece a todos.
    Falas desse casal , acredito que podem ser muito felizes e terem importância um para o outro mas decerto não viverão numa ilha precisam de outros,de amigos. Ser importante na vida de alguém passa também por nos darmos aos outros sejam amigos, vizinhos, familia que sabemos que precisam de nós em determinado momento. É ao dar-mos que seremos importantes na vida de alguém! E depois virá a fase em que esses mesmo que ajudaste te vêm confortar um dia quando mais precisares e menos esperares . Aí sim saberás que é ser importante na vida de alguém .
    Pronto vês lembrei-me de ti ,li-te e nem sequer te conheço. Oxalá mudasse o teu dia ao enviar-te um sorriso ...:P
    Continua a escrever porque fazes falta..todos fazemos quando queremos.:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro que mudaste. Ler coisas como as que tu escreveste é fantástico, obrigado :)

      Não é só querer fazer-se falta e isso sentir-se logo, é preciso algo mais. Algo que eu não sei se tenho ou sou.

      Obrigado pelo sorriso :)

      Eliminar
  2. Este teu texto deixou-me... Nem sei bem o que dizer!

    Sinto como se alguém me tivesse roubado uma parte dos meus pensamentos!!
    Na semana passado quando falei no meu blog sobre o avião que quase caiu, tb pensei: "Se eu morrer, será que as pessoas que gosto irão saber a tempo?", "Será que irão sentir a minha falta?", "Vou ser esquecida facilmente?".

    No presente, tb já me passou várias vezes, será que fui realmente amada, adorada, será que havia sinceridade em tudo o que já passei? Falo nisto tanto no amor como na amizade.

    Bem, tudo o que escreveste faz sentido para mim.

    Fico feliz por não ser a única a pensar muito na vida :P

    Beijinhoooos ***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tua resposta fez-me sentir um bocado mais "normal" o que quer que isso seja, ou então somos os dois muito estranhos :P

      Eu questiono-me sobre tudo, se houve sinceridade, se era verdadeiro, se realmente alguma coisa foi genuína. Há alturas em que uma pessoa coloca tudo em causa.

      Fico feliz por saber que o que eu disse faz sentido para alguém, obrigado pela tua resposta :)

      Eliminar
    2. Eu é que agradeço por teres escrito este texto! :)
      Fiquei a saber que não sou a única "ave rara" :P eheh
      Beijinhos*

      Eliminar
  3. PM realmente capacidade de reflexão não te falta. :)

    O que referes no trato que tens com os outros é o nosso dever, embora perceba que não é o que a generalidade das pessoas fazem e depois não entendem porque são mal atendidas. Seria tudo tão mais simples se as pessoas se habituassem a colocar no lugar do outro.

    Concordo que existem pormenores que por vezes para nós não tem importância e que as pessoas nos recordam que as marcamos, mesmo passando anos, actos ou palavras que nem temos na memoria (já me aconteceu).
    Quanto a lembrarem-se de mim depois de eu morrer dispenso, sei que sou importante para algumas pessoas e sei que as marco, tanto para o bem como para o mal (não que seja intencional) e isso chega-me. :)

    Viver a nossa o melhor que sabemos, não prejudicar ninguém intencionalmente e ter um bocadinho de sorte, penso que é o caminho...

    P.S. Livra-te de te fartares do blog e desaparecer sem nos informares que estás bem, que o caminho está mais fácil.




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo contigo quando dizes que devemos viver o melhor que sabemos e sem prejudicar ninguém, eu também tenho isso como ponto de honra mas gostava de ser recordado com carinho e não sei se isso alguma vez acontecerá. Às vezes farta-me um bocado ser invisível como sou a maior parte dos dias. Toda a gente quer ser importante para alguém mas a minha consciência tranquila é mais importante do que isso. Se nunca fizer ninguém sofrer ou as prejudicar já é muito bom :)

      p.s. - eu não desapareço assim tão facilmente :P

      Eliminar