segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Unsolved issues

Toda a gente tem assuntos mal resolvidos, eu também e ao contrário de muita gente admito-o. Pelo menos aqui.

Pode ser confundido com ressabiamento, rancores guardados, falha de carácter, etc. Sinceramente no meu caso acho que não é muito grave porque são coisas que só a mim afectam e nunca farei nada para prejudicar terceiros por causa das minhas pancadas.

Aqui há algum tempo isto bateu-me de uma forma desconcertante.

Há alguns anos que tenho um fraquinho por uma amiga. Não é nada muito forte mas é algo que está lá. Sempre que estou com ela sinto-me bem, ela é uma mulher muito interessante, alegre, inteligente, doce e, às vezes quando falamos, chama-me “paixão”. Como é que uma pessoa não há-de gostar de uma mulher assim? :P

Os anos foram passando e este fraquinho nunca se fortaleceu. Foi estando mas sem me ocupar a cabeça.

Uns dois anos depois de conhecer esta minha amiga conheci a pessoa que me deu completamente a volta à cabeça, ao coração, ao juízo, etc.

Depois da desilusão e de andar um bocado desorientado procurei, mais do que nunca, apoio nos meus amigos (amigas incluídas como é claro). Esta amiga que não me é indiferente também foi das pessoas que procurei porque, como já disse, sinto-me bem com ela por perto.

Por acasos do destino, e do casamento de amigos comuns, estive com mais frequência com a amiga por quem tenho um fraquinho há anos. Não sei se por carência ou fruto de ela não me ser indiferente comecei a pensar cada vez mais nela.

Depois de uns dias a pensar nisto, vinha a conduzir para casa já a altas horas e de repente caiu a ficha: as duas são muito parecidas!

Há tanta coisa parecida ao nível físico e de personalidade que eu nem sei bem o que diga ou pense. Realmente ou isto é um assunto mal resolvido ou então, depois de muitos anos a pensar nisso, querem ver que afinal eu tenho um tipo de mulher?

7 comentários:

  1. Cuidado!
    Pode ser só uma simples atracção, e por estares carente estás a levar para outro nível.
    Pensa bem... o tipo fisico é relativo, a paixão não escolhe fisicos, dá e pronto.
    Não te magoes, e principalmente não magoes a tua amiga, podes perder a amizade que é tão importante para ti.
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com a Lirio ..Ás vezes assim, além de te magoares, perdem-se boas amizades.

      Eliminar
    2. Eu tenho sempre cuidado :) Mas obrigado pela preocupação.

      É atracção e é gostar dela como pessoa e como a mulher fantástica que é mas não passa disso. Eu sei bem até onde posso ir com ela, somos amigos e daí não passará porque eu já sei há muito que por mim ela não sente mais do que amizade. Às vezes fico com pena mas outras vezes acho que é melhor assim. Já tive más experiências por me envolver com amigas.

      Eliminar
  2. Isto duma pessoa se interessar por amigos é muito chato :P. Porque podem correr tantas coisas mal e depois lá se vai um amigo, e os verdadeiros são uma preciosidade.

    Por outro lado tenho amigas que têm fraquinhos por amigos e acham que eles também, mas nunca nenhum deles desenvolve. Será este o teu caso com esta tua amiga?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse mútuo a coisa já se tinha dado, mas a verdade é que não é. Uma amiga comum já me dissipou toda e qualquer dúvida. Acho que foi por ela ter percebido, a certa altura, que eu lhe achava certa piada que se afastou um bocadinho.

      Eliminar
  3. Cá para mim andas a pensar demais (desculpa o abuso mas é fruto de sinceridade).

    Se queremos algo mais com alguém tentamos perceber se existe a mesma vontade do outro lado. É melhor esclarecer a relação do que entretanto alguém aparecer na vida dela e arrependeres-te de não teres tentado.

    Quanto à teres tipo de mulher, para mim isso não existe, somos muitas vezes surpreendido(a)s ao criarmos empatia com pessoas que aparentemente nunca nos deveriam interessar. Além do que o que nos interessa hoje não é o que nos interessa amanhã, por isso muitas relações acabam, uma causa frequente é um evoluir e o outro não (o outro continua a ser o mesmo "tipo de pessoa" nós é que evoluímos).

    É bom sinal andares ocupado, fico feliz por ti, que continue tudo em sentido ascendente.
    Beijo

    P.S. Quando amamos muito alguém muitas vezes transmitimos traços dessa pessoa para outra, conheço alguém que levou isso ao extremo, não me parece que seja o caso).




    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso do pensar demais é um defeito meu muito antigo mesmo.
      Não peças desculpa pela sinceridade porque é, aliás, um requisito nesta "casa".

      As dúvidas estão dissipadas como até já referi noutros comentários. Ela pelos vistos já sabe há muito da minha ligeira pancada por ela e não é recíproco tal como uma amiga nossa acabou por me dizer. Somos amigos e assim continuaremos. Nunca falamos sobre isto e, de momento, não há grande motivo.

      Eu adoro ser surpreendido no que toca a mulheres, o chato é que passa-me rápido porque normalmente a surpresa e interesse são unidireccionais :s

      Vamos a ser se continuo em sentido +/- ascendente ou pelo menos nivelado...

      beijos*

      Eliminar