quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Cuidado com o que se deseja

Uma vez escrevi isto sem ter ninguém como inspiração. Estava sozinho, como estou agora, mas queria muito gostar de alguém. Mal sabia eu quem eu ia conhecer uns meses depois e como me ia sentir.

“O destino só não me traz o que eu queria. Eu queria que tu também me quisesses. Não precisava de ser para sempre, para sempre é capaz de ser muito tempo. Podia ser por alguns anos, uns meses, uma semana, uns dias ou então apenas umas horas. O tempo suficiente para a adrenalina subir, o ritmo cardíaco disparar a fim de perceber que estou vivo e por dentro não é só azedume e vazio de sentimentos.

Mas o tempo, o vento a chuva outra coisa qualquer não te trazem até mim. Não consigo perceber porquê. Eu nunca sirvo para ti, eu nunca sou aquele que desejas ou é desejável, eu nunca correspondo às tuas expectativas, eu tenho todos os defeitos, eu não presto, eu sou aquele que serve só para ajudar a juntar os pedaços quando os outros te desfazem por dentro. A solidão pode tornar-nos amargos, sim pode mas também nos faz valorizar pequenas coisas e pequenos gestos. Quando algo de bom nos acontece aquecenos por dentro, as pequenas alegrias têm outro sabor.”

5 comentários:

  1. Que amargura...
    Alguém que te desvaloriza tanto não te merece.
    Um dia vais encontrar alguém que te valorize.
    Um beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, admito que sou por vezes um bocado amargo.

      Eu tento convencer-me todos os dias que alguém que não me valoriza mereça a minha atenção e a importância que lhe dou. Mas é mais fácil pensar que realmente sentir.

      Bj*

      Eliminar
    2. Sim, eu entendo... falar é fácil quando se está de fora.
      Força aí... na mudança se a desejares.
      um beijo

      Eliminar
  2. Ai homem, tu vai sair e conhecer gente gira! Eu sei que é fácil falar, mas não te podes andar a sentir tão mal! Pensa lá... não mereces estar feliz? E está muito ao teu alcance! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu saio e às vezes até conheço gente gira, o problema é que a gente gira não me acha assim muito giro a mim e como todos sabemos isto da ditadura da imagem é tramado...

      Como toda a gente, acho que mereço ser feliz mas não é assim tão simples. Como compreendes há coisas que não dependem só de nós. Mas sozinho vou sendo feliz :)

      Eliminar