quinta-feira, 5 de julho de 2012

Fazer uma loucura

Às vezes apetece-me fazer uma loucura, no bom sentido é claro!

Apetece-me perder a cabeça e ter um daqueles gestos meio malucos que demonstram o desejo de estar com alguém especial. Um daqueles gestos ou atitudes que normalmente nem nos passariam pela cabeça fazer ou que acharíamos ridículo.

Para poder cometer uma loucura teria que ter alguém com quem cometer ou por quem cometer e de momento nem uma nem outra existem. Esta vontade é semelhante à vontade de me dar a alguém mas tem algumas diferenças importantes. Se para mim uma situação implica a existência de amor, a outra nem por isso. Pode ser só o desejo carnal puro e duro (é isso mesmo que estão a pensar :P) a falar mais alto.

Vamos lá a ser honestos e sinceros: às vezes fazemos verdadeiros exercícios de contorcionismo (no sentido figurado e às vezes literalmente) só porque queremos foder com alguém!

Eu nunca fui muito de cometer loucuras por amor ou porque queria mesmo engatar alguém. Mas por ela, sempre ela, fiz uma pequena loucura.

Eu estava a viver fora do país e não pensava voltar tão cedo. O desejo de estar novamente juntos crescia todos os dias. As conversas eram quase tortura mútua porque queríamos muito estar juntos, arrancar a roupa um ao outro , tocar um no outro, beijar-mo-nos, agarrar, morder até que o sexo nos deixasse esgotados.

Um dia cheguei a casa, abri o computador, comprei a viagem, e no dia antes da viagem liguei-lhe: “Amanhã voo para Portugal para ir ter contigo. Preciso de ti, do teu beijo, do teu sorriso. Diz-me por favor que não tens nada marcado. Quero-te só para mim estes dias.”

Nunca estive tão ansioso num voo. As horas pareciam dias. A espera estava a dar cabo de mim. E finalmente chegou a hora de estarmos juntos. A recepção foi deliciosa, ela teve atenção a cada detalhe possível e imaginário, os corpos pareciam pegar fogo. Foi talvez a melhor noite da minha vida!

Fazia tudo outra vez, valeu bem a pena. Adorei cometer aquela pequena loucura.

20 comentários:

  1. Uma pequena grande loucura que eu também não me importaria de fazer! E só se vive uma vez, mais vale aproveitar em grande!

    ResponderEliminar
  2. Não cometeste uma pequena loucura, foi grande, do tamanho da vontade de estar com ela.
    Bonito

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu quando depois olhei para a minha conta bancária também tomei noção do real tamanho da loucura. Mas valeu cada cêntimo que gastei :P

      Eliminar
    2. Essas loucuras nunca esquecemos...

      Eliminar
    3. Era para já ter respondido mas anda aqui qualquer problema que não me deixou.
      Eu já tinha ouvido falar daquilo e já tinha andado a investigar o site. Para mim não vai dar para ir desta vez, mas olha que é bem interessante :)

      Eliminar
    4. Parece-me que te ia fazer bem. Como te tenho dito precisas de te divertir.

      Eliminar
    5. Isso sem dúvida, bem que precisava sim. Nunca se sabe como ia acabar a noite. Mas por acaso pus-me a pensar na pergunta que fazem e ainda não cheguei a uma conclusão. :P

      Eliminar
    6. Não acredito... isto lendo no sentido lato da palavra.

      Eliminar
    7. A sério :P
      Ideias há muitas, mas nada assim em concreto e que venha de imediato à cabeça. Muita imaginação, lol!

      Eliminar
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    9. Não sei se cheguei a enviar a última se for em duplicado ignora... raio de letrinhas, vou deixar de passar cá.

      Cá vai: Objectividade, temos que organizar as nossas prioridades... andas baralhado com fantasmas, a imaginação só ajuda a estruturar as metas. :P

      Eliminar
    10. As letrinhas?! Não estou a perceber.

      O que quero fazer não é assim tão mirabolante que se precise de definir prioridades. Mas a pedido posso priorizar rapidamente as coisas :P

      Eliminar
    11. As letrinhas que confirmam que não sou uma maquina, a validação pelo autor deve ser suficiente, digo eu...

      Não me acredito que exista alguem que não tenha uma ou mais respostas imediatas, por isso se chamam como chamam, estão lá...
      A objectividade, prioridades era para brincar já que dizias não ter resposta...
      Não te martirizes :)

      Eliminar
    12. Acho que já resolvi isso das letras ;)

      Eliminar
    13. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  3. Também sou adepta dessas coisas...
    Estou-me a lembrar de uma surpresa (e não loucura) que fiz para uma pessoa que gostei muito... Mas com essa surpresa percebi que a pessoa em causa não gostava de mim da mesma forma. :s
    Mas valeu a pena na mesma... :)
    Tenho pena que não me façam isso as vezes... Os homens têm falta de imaginação :X e não são nada românticos!! lol Ou ando com azar?
    Gostei do teu blog ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado MaR!
      Eu percebo a tua situação, foi um balde de água fria mas o que interessa é que não existam arrependimentos.

      Eu acho mesmo que andas com algum azar nesse aspecto da falta de imaginação e romantismo por parte dos homens. Muitas vezes também é uma questão de gerir as expectativas. Às vezes quem tu menos esperas é quem mais te surpreende e vice-versa.
      Pessoalmente não sei se sou romântico ou não mas também tenho algum receio de fazer tudo aquilo que gostaria porque tenho medo que me aconteça o mesmo que a ti: criar muitas ilusões e depois a outra pessoa não estar na mesma onda.

      Eu não sou a melhor pessoa para dar conselhos mas o que te digo é para te manteres realista e não perderes a esperança que alguém te surpreenderá com um gesto inesperado para te tentar conquistar :)

      Eliminar
    2. Vamos ver :P
      Obrigada pelas tuas palavras :) **

      Eliminar