terça-feira, 5 de junho de 2012

Dar


Eu gostava de um dia me poder dar totalmente a alguém.

Alguém que realmente me quisesse. Alguém que pensasse em mim quando se fosse deitar e que fosse a primeira coisa em que pensasse quando acordasse.

Eu queria dar-me a uma mulher que me tivesse no pensamento e que me quisesse junto a si todos os dias. Uma mulher que começasse a sentir a minha falta mal eu saísse de junto dela. Uma mulher que se chateasse comigo porque eu não a tinha beijado com a mesma paixão da noite anterior. Uma mulher que fizesse uma cena de ciúmes porque a paixão a cegou naquele momento. Uma mulher que num momento de prazer me cravasse as unhas nas costas e me susurrasse ao ouvido “És meu!”

Eu gostava de sentir que era tão essencial para a sua vida como a água que bebe todos os dias. Eu queria que fizesse uma loucura por mim, queria sentir-me genuinamente merecedor de um acto arrojado e pouco racional.

Eu queria ser o objecto de desejo e luxúria de alguém que visse em mim a sua fonte de prazer.

Eu queria ter a responsabilidade de não poder partir o coração dela porque ela tinha depositado em mim a confiança suprema de me dar o seu coração…

Eu queria dar-me a alguém que tivesse orgulho em ter-me como seu!

16 comentários:

  1. Respostas
    1. Deixei oficialmente de ser penetra
      Aguardo novos textos, ou não, se isso for sinal que o que motivava a escrita esteja resolvido :)

      Eliminar
    2. Eu aguardo alguma inspiração, tenho andado distraído por isso não tenho pensado muito em novos textos.

      As coisas não mudam assim tão rapidamente, o que os motiva permanece como sempre.

      Paciência, esta semana devo escrever algo.

      Eliminar
    3. Estás enganado, mudam quando menos esperamos...
      Isto tanto para melhor, como para pior...
      Vou-te falar de um caso particular, sim porque sou a pessoa mais egoista da blogosfera, só recebo nunca dou :)

      Quando queremos tudo muda, há quem mude de vida de um momento para o outro..
      É melhor não continuar.
      Que sejam boas as distraçõees...

      Eliminar
    4. Espero sinceramente que tenhas razão. Há quem tenha medo da mudança mas eu não quero outra coisa.

      Continua pois! Se quiseres podes continuar aqui ou por mail, mas não te censures a ti própria :)

      Eliminar
    5. (estava apenas a escrever sobre algo pessoal... em 3 dias alterei completamente a minha vida, por isso é possível...)

      Eliminar
  2. nunca o faças enquanto não tiveres o coração bem "limpo" :) falo por experiência própria, porque fui aquela que veio depois de um grande amor e acabei por ser no fundo isso "aquela" ... a que nunca seria igual àquele insubstituível amor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu percebo e concordo. Não seria justo para ninguém. Mas todos os amores são diferentes e não se substituem, são diferentes, só isso. O modo como nos marcam é que determinam as memórias que ficam.
      Agora que olho para o texto acho que em vez de dar também poderia chamar-lhe 'receber'.

      Eliminar
  3. Acredito que um dia poderás ter tudo isso e mais... um "mais" tão grande que nem conseguirás por em palavras.

    Sei que a espera é quase um vírus que se vai apoderando de nós até doer de tal modo por dentro que passa para fora... mas dá-lhe tempo.

    Ela aparecerá, vais ver :)

    A.S.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A.S., obrigado pelas tuas palavras e optimismo!
      Eu gostava de conseguir ter essa perspectiva mas não consigo, pelo menos nesta fase...

      Essa espera de que falas vai secando tudo à volta e vai-me tornando um bocado amargo. Tenho receio que isto seja irreversível e eu perca a capacidade de sentir certas coisas.

      Não dá para prever o futuro, mas acho que é melhor não esperar nada senão a desilusão é maior.

      Espero é que, sinceramente, tenhas razão :)

      Eliminar
  4. Hás-de ter isso tudo um dia. Uma pessoa tão desejosa de dar merece ter alguém para receber (e dar também, obviamente).

    E quem espera sempre alcança, já dizia a minha avó ;)

    Força!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado :)

      Eu gostava de acreditar que sim, que esse dia vai chegar em que encontre alguém que me deixe sem ar e que fique sem ar por minha causa. Tenho alguma dificuldade em ser optimista nesta fase mas a ver vamos se o Verão chega em força e me ilumina o espírito!

      Eliminar
  5. Um dia vais perceber que tudo faz sentido.

    Até eu espero por esse dia.

    beijinho (:

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E será que fará sentido?! Espero para ver.

      Beijos para ti tb :)

      Eliminar