sexta-feira, 29 de junho de 2012

Cigarro

Um cigarro bem fumado às vezes faz-me maravilhas aos nervos.

Eu tenho medo de me viciar no que quer que seja, tenho medo de ser mesmo propenso à adição e gostar tanto que fique viciado. Já falei disso no post sobre o álcool. Por isso o tabaco é só um vício ocasional. Posso ficar meses sem fumar mas a verdade é que não tenho querido ficar. Podem passar semanas mas às vezes um cigarro sabe-me tão bem.

Muitos cigarros foram fumados a pensar nela, por causa dela mas nunca com ela. Nunca fumei junto dela porque ela era o meu vício na altura e eu não a queria beijar com o sabor a tabaco na boca. Soa a e é um cliché, temos pena mas é mesmo assim. Ela ficou sempre com um ar perplexo da meia dúzia de vezes que lhe disse que era viciado nela. Viciado na pessoa, no corpo, no cheiro, no sorriso, nos olhos, na boca, no sexo com ela.

Ela perguntava porquê. Porque é que eu era viciado nela e porque é que eu queria estar tanto com ela. Eu nunca pude dizer abertamente que era porque eram momentos maravilhosos em que eu me sentia tão bem, tão completo que acho que podia morrer naquele momento porque morreria feliz.

Da última vez que a vi e falei com ela estávamos no meio de muita gente. Eu sabia que ela ia lá estar e fumei cigarro atrás de cigarro. Percebi o estado em que fica um fumador regular quando está a precisar desesperadamente de um cigarro. O cigarro era a minha máscara do nervosismo, o escape para a tensão que se acumulava. Nunca fumei tanto em tão pouco tempo.

A verdade é que este momento da minha vida não é o melhor e não é só ao nível pessoal. Há mais coisas que me inquietam o espírito e me tiram a tranquilidade e a paz de espírito. Um cigarro às vezes faz-me companhia, acalma-me.

Era engraçado como este Inverno, sozinho, longe do país, da família e amigos, um cigarro me fazia companhia e me dava conforto. Por estranho que pareça tenho saudades desses dias.

E com esta conversa toda apetece-me um cigarro….e um whisky.

1 comentário:

  1. Um cigarro no momento certo, na hora certa.

    Ai um cigarro...

    ResponderEliminar